Boca cheia porra do comedor corno assistindo

258 visualizações

38 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

258 visualizações

38 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

Boca cheia porra do comedor corno assistindo

Boca cheia porra do comedor corno assistindo

Depois de um tempo ele segurou meu braço e falou meio desesperado:Ola o conto que vou descrever hj e bem real espero que gostem nao irei revelar meu nome vou me apresentar como johnie eu tenho 1,70 de altura uns60 kg olhos pretos e sou moreno desde e tenho 18 anos desde pequeno eu sempre tive uma vontade enorme de comer minha tia ela e uma bela mulher com uma bunda enorme e pele morena mais eu acho que nunca me deu mole foi se passando alguns anos e eu fui ficando mais velho e aquala velha vontade me matando como smp minha tia smp foi uma piranha ficava com uns homens a cada dia dps começou a ficar com mlks da minha idade e eu sabia de td e ficava mais louco de tesao por aquela cachorra td mudou em um dia que ela estava bebendo com as amigas dela de tarde ate o anoitecer foi quando ela foi pra casa ela e dona de um quintal enorme e no quintal dela tem um macinhero fdp q era o comedor dela e ele tinha um ciume dela danado foi quando eu fui com ela ate sua casa e esse cara ficou enchendo o saco dela falando q nao queria mais ela de piranhagem na rua e td mais e queria ate agredir ela mais obviamente que eu nao deixei e claro quase cai na porrada com ele mais pra mim comer ali eu tinha que dar uma asistencia ne rs dps que chegamos em sua casa ela logo abriu a porta nervosa e me convidou pra entrar e claro que aceitei o convite a final ela mora sozinha ne ela ligou a tv pegou umas cervejas e me chamou pra ficar ali assistindo e bebendo com ela o tempo foi passando e ja estava de madrugada quando eu falei pra ela que iria embora que ja estava tarde entao ela rapidamente se levantou e trancou a porta e pediu pra mim dormir ali com ela eu como nao sou bobo nem nd aceitei ela arrumou minha cama e foi tomar um banho e eu fui me deitar e fiquei escutando musica foi quando a porta do quarto se abriu e ela entrou com uma calcinha fio dental e com um mini sutia eu logo fiquei de pau durasso vendo aquilo nao resisti e parti pra cima daquela cachorra comecei a beijar ela e a passar a mao naquela buceta carnuda que delicia de mulher dps ela se abaixou e começou a me chupar eu tava com tanto tesao que nao demorou muito pra mim encher aquela boquinha de veludo de porra logo em seguida coloquei a camisinha e mandei ela ficar de quatro ela logo me pediu pra comer logo aquela xereca e eu atendi logo o pedido e penetrei com tanta vontade que ela solto um gemidinho bem gostoso e eu ali metendo bem rapido que nao demorou tanta coisa pra mim gozar de novo dps ela foi ate o quarto dela e pegou o ky pra gente fazer um anal gostoso eu esperei tanto por esse momento ela começou a passar o ky no meu krl de uns 20cm dps foi minha vez de lubrificar aquele rabo preto e gostoso comecei a penetrar e ela dando uns gritinhos de dor foi ai que eu fiquei mais tarado e comecei a bombar bem forte aquele cu fiquei ali metendo por uns 20 minutos dps dei a terceira rajada de porra naquela bunda logo dps fomos dormi agarradinhos amanheceu e ela eu comi ela dnovo antes de ir pra casa fui pra minha casa satisfeito e querendo mais rs dps fiquei na rua com o filho dela que e meu primo e ficamos conversando e novamente chegou a noite e ela foi la em casa pedir minha mae pra eu dormir na casa dela pra acompanhar ela que ela estava com medo do fdp do cara q morava no quintal dela mais no fundo eu sabia que ela queria levar mais pirocada no rabo mais esse relato fica pro proximo episodio vlw se gostaram do meu conto me chamem no zap meninas e mulheres mais velhas 966483331 vlw fuiiiiO fato que relato agora aconteceu comigo e minha esposa, quando viajamos para participar de um casamento, fomos nós dois e uma amigo que queria conhecer a cidade, pois estava de férias, ficamos uma semana na cidade, nesta semana não pude dar nenhuma trepadinha com minha mulher, além da casa estar cheia, ela tava menstruada e eu tava doidão pra comer minha mulher. Toda Sexta-feira depois do expediente, meu pai fazia reunião com as vendedoras, e nesse dia ele não pode ir pois viajou a trabalho, e quem fez a reunião foi a supervisora de vendas…, quando a reunião acabou todo mundo foi embora, menos a Juliana, que ficou conversando comigo ate seu marido chegar…, eu já era louco por ela, ela devia Ter uns 32 anos mas estava em plena forma, tinha um belo par de seios de dar inveja a qualquer menininha de 20 anos, e para minha sorte começou a chover forte, e como nós estávamos do lado de fora do escritório tivemos que entrar para não nos molhar, foi quando seu marido ligou dizendo que não poderia ir buscala pois devido a chuva seu carro estragou…, foi quando eu pensei e agora ou nunca, ai ela começou a ler uma revista de peças intimas femininas…,foi quando eu comecei a provocala dizendo que se ela tivesse aquele corpo da revista ela teria chance comigo…, ai nesses “brincadeirinhas” ela disse que era muito mais gostosa que a mulher da revista…, foi quando eu falei pra ela, que só ia acreditar se ela me provasse, foi quando ela para minha surpresa levantou a saia e ficou só de calcinha na minha frente e eu pude constatar que realmente ela era muito mais gostosa… ai eu comecei a passar a mão pelas suas coxas para ver se tudo aquilo era verdade…, e para minha surpresa ela começou a gostar… e ai eu fui subindo a mão até chegar nos seus lindos seios, tirei seu soutien e comecei a chupar seus seios, tirando dela alguns gemidos de prazer, foi quando eu a levei para a sala de reunião e a coloquei deitada em cima da mesa, ai foi só festa… comecei a lambe-la todinha do pescoço ate a ponta do dedão do pé, ai fui tirando a calcinha dela com os dentes deixando ela louca de tesão, e comecei a chupar aquela bucetinha toda melada…, foi quando ela se levantou e começou a me retribuir…, tirou minha calça e me fez sentar na mesa…, ai ela veio e colocou uma cadeira na minha frente e começou a chupar meu pau, que já estava latejando para fuder aquela bucetinha apertadinha que estava implorando para ser penetrada…, foi quando ela se levantou e deitou na mesa e abriu as pernas, eu rapidamente comecei a chupar sua bucetinha novamente, pois tinha um gosto maravilhoso, foi quando ela me pediu para ser penetrada, ai fui colocando devagarinho para ela poder sentir meu pau todinho dentro dela, e com o passar do tempo fui dando estocadas mais fortes ate sentir que ela estava tendo seu primeiro orgasmo…, ela parecia estar fora de si, pois começou a xingar seu marido de corno, chifrudo, e dizia que ele merecia isto, pois ele era um frouxo, foi quando eu não agüentei mais e gozei dentro daquela bucetinha que eu tanto sonhava fuder. O cara também estava entusiasmado e quando estava para gozar viu ela sair de cima dele, viu a camisinha sendo tirada e a o boca na minha linda esposa engolindo o cacete dele e o chupando com toda velocidade possível, não suportou e soltou a sua porra na garganta dela. Foi quando ele pegou minha mão e me levou para seu quarto, começamos a nos beijar, eu cheia de tesão foi quando o joguei na cama subi por cima, comecei.

Observei Anita assistindo a tudo com um vibrador em sua buceta, ele me pegou novamente e recomeçamos nossa putaria dessa vez eu comecei a cavalga-lo e a espanca-lo novamente a cada tapa eu me empolgava mais e novamente atingi o orgasmo tive um espasmo delirante e cai sobre ele, deslizei até o chão e comecei a chupar aquele objeto de prazer não podia deixar aquela briga sem fazê-lo gozar comecei a fazer uma garganta profunda repetidamente até que ele explodiu aquele leite quente em minha boca escorrendo pelo meu seios ele não se aguentou de pé e caiu sobre a cama, eu continuei a chupa-lo para sugar até a última gota.