Brasileira amadora puta amadora gostosa sarada gozando seu negão do interior de são paulo

688 visualizações

3 min

Categoria:

Tag:

688 visualizações

3 min

Categoria:

Tag:

Brasileira amadora puta amadora gostosa sarada gozando seu negão do interior de são paulo

Brasileira amadora puta amadora gostosa sarada gozando seu negão do interior de são paulo

"Todo ano acontecia um congresso de fotografia em São Paulo. Me chamo Fernando, moro em PAsso Fundo interior do Rio GRande do Sul, tenho 1,80 moreno claro 82 kg, malho mas não sou saradão, cabelos e olhos castanhos 26 anos. Eu ja estava quase gozando quando Rodrigo interrompeu aquele boquete delicioso e ficou de pé na minha frente.

Vc soltou seu corpo totalmente e esta jogada em cima do negão, ficamos nos curtindo ali um bom tempo eu passando minha mão em todo seu corpo até nos recompormos, eu me virei e ficamos ali abraçados e nos beijando em só poltrona, corpos pelados bem apertados no pele a pele, meu pau entre suas cucas, eu falava para vc como sonhei um dia ficar assim nos dois pelados bem agarradinhos como estamos agora.

Era de descendência brasileira, pele morena (café com leite), bonita, cabelo encaracolada e negro, elegante, com uma bunda saídinha e curvilínea tanto para fora como nos lados, pernas compridas mas grossas que estreitavam desde as coxas bem compostas até aos tornozelos delicados. Ele entrava e saia de sua buceta com o pauzão duro, com movimentos firmes, permanecendo assim por uns minutos, então percebei que aquele vai-e-vem frenético foi deixando-a toda arrepiada até gozar de novo, se contorcendo na mesa de tanto tesão, segurando com uma mão e sugando meu pau e massageando o clitóris com a outra mão enquanto gozava muito.

Eu, Day, Alan……uma suruba e tento…. Moro em uma cidade grande do Rio Grande do Sul, mas cresci em uma cidadezinha pequena no interior do estado. Eu tinha 10 anos e gostava muito de jogar bola com meus amigos depois da escola e nos finais de semana, tinha garotos de várias idades no grupo.

Peguei as mão dele e coloquei-as sobre meus seios, passando pelos mamilos bem durinhos.

Em uma sexta feira, sentei perto de Pablo e logo ele disse no meu ouvido:– voce ta muito gostosa hoje, assim eu não aguento – entao ele pegou a minha mao e levou ate o pau dele que ja estava duro como uma rocha. Ela rebolava gostoso me mamando loucamente, lambia minhas bolas, lambia embaixo das bolas, enter as bolas e o anus, uma delicia.