Caiu Na Net Negra Garganta Profunda Tocando Siririca Com Ex-marido Petrolina – Pe

48 seg

Categoria:

Tag: , , ,

visualizações

48 seg

Categoria:

Tag: , , ,

Caiu Na Net Negra Garganta Profunda Tocando Siririca Com Ex-marido Petrolina – Pe

Caiu Na Net Negra Garganta Profunda Tocando Siririca Com Ex-marido Petrolina – Pe

Mamei igual a um bezerrão até sentir sua porra bater no fundo da minha garganta. O que era aquilo! Seu filho tinha um pinto que pareceu a ela gigantesco, pois o que ela conhecera antes, de seu ex-marido, devia ser a metade do que o filho tinha.

Até que um dia sai com um cara 10 anos mais velho Q eu e que mostrou realmente o lado bom de foder, encontrei com ele no Shopping Ibirapuera e seguimos para um drive na Indianopolis demos alguns amassos então ele me colocou em cima da cama que tinha lá e começou a chupar meu grelinho ele chupava tão intensamente que não conseguia nem respirar de tão ofegante que estava nossa um delírio até que …… Dei um banho nele isso mesmo um banho, fiquei assustada pois não sabia o que tinha acontecido fiquei muito sem graça pois não tinha o que falar, ele perguntou o que tinha acontecido eu sinceramente Tbm não sabia e falei Q tinha certeza que não fiz xixi, ele respondeu mas não é xixi mesmo vc jorra , nossa vc jorra porra , vc goza gostoso demais e voltou a me chupar com mais vontade ainda e gozei de novo e de novo, e então descobri como é gostoso gozar, achava que só acontecia em filmes porno, achei Q era até montagem, mas não é real eu sinto e eu gozo profundamente.

Eu perguntei o motivo de ele dizer isso, e ele disse que ele tava louquinho por mim, que queria foder comigo, que desde a primeira vez que me viu ele não consegue esquecer o meu jeitinho e nem o meu perfume, eu argumentei com ele dizendo que não podia rolar nada até porque ele era casado tinha até filhos, e ele me pegou nos braços fortes e quentes dele e perguntou se eu não queria nada nada com ele, ele me prometeu que se eu jurasse que não desejava foder com ele ele me soltaria, e eu não poderia mentir pra ele nem pra eu mesma, então fiquei quietinha enquanto sentia a respiração daquele negro, do sorriso envolvente e do olhar que deixa qualquer mulher com o psicológico abalado, então ele me pôs contra a parede, e me beijou a boca, eu fechei os olhos e me entreguei totalmente, não poderia nem me dar o desfrute de pedir pra parar de interromper por medo de meu papai ou minha mamãe nos pegarem no flagra, estava tão bom aquele clima de escondido é mais gostoso, logo ele parou o beijo e foi descendo a mão, pela minha barriguinha até chegar ao meu capozinho de fusca, que estava repartido no meio pela calça leggin, ele começou a esfregar o dedo do meio da mão dele no vão que a calça fazia na minha xaninha, começou a me masturbar por cima da calça e logo deu pra ele sentir o tecido úmido, ele cheirou o dedo e sorriu, eu fiquei constrangida por ele ver que eu estava molhadinha, mas como não ficar se eu morria de tesão por ele e ele tava tocando uma siririca gostosinha pra mim.

Assim, observando pela primeira vez o rosto de Ruddi, notei o quanto era belo com seus lábios carnudos, próprios da raça negra, e de seus belíssimos olhos verdes cristalinos que lhe davam um olhar triste angelical.

Mas meu peitinho doía depois dos garotos terem apertado eles, e aquilo me fazia ficar pensando nas mãos deles me tocando, sentia raiva, mas também havia gostado.