Caiu Na Net Vagabunda Pelada Fazendo Anal Com Favelados De Sao Vicente

visualizações

7 min

Categoria:

Tag: ,

visualizações

7 min

Categoria:

Tag: ,

Caiu Na Net Vagabunda Pelada Fazendo Anal Com Favelados De Sao Vicente

Caiu Na Net Vagabunda Pelada Fazendo Anal Com Favelados De Sao Vicente

No dia seguinte, acordo com batidinhas na porta do quarto, era Sara, toda alegre, vestindo um vestidinho preto na metade das coxas, dizendo que estava um dia lindo la fora e que era para eu descer para tomar café, perguntei onde estavam Alexandre e André, ela respondeu dizendo que Alexandre estava na porta de casa lavando seu carro e André havia saído para comprar carne e cerveja para o churrasco, me levantei e Sara se sentou na beira da cama, me espreguicei, meu pau estava muito duro, fazendo um volume grande no short, percebi que Sara não tirava os olhos dele, mordia os labios e fazia uma cara de safada deliciosa, e como eu ja estava tarado naquela delicia, perguntei o que ela estava olhando…-Nossa, é grande né? – disse ela.

Já no domingo, depois que voltei do centro, busquei a cadela,dei um outro banho nela, e trouxe de volta pra dentro de casa; ela estava toda desconfiada e assustada, talvez porque estava adivinhando o que eu ia fazer com ela, cuspi no dedo e coloquei na sua bucetinha; fiz várias tentativas até ela se acostumar com meus três dedos nela , não foi fácil!!Fiquei peladão, depois de muito treino num abre e fecha da bucetinha da filosinha, eu estava preparado para descontar na minha cadela todo ódio que tinha no membro inferior debaixo, nela !! Segurei o seu traseiro lubrifiquei bem a bucetinha dela e o meu caralho com gel lubrificante…virei o traseiro da cadela e pus a cabeça da minha pica na buceta da minha amiguinha, mais não entrou! Depois de duas tentativas arrumei um jeitinho e penetrou a cabeça deu pra sentir o calor dela quando me preparei para empurrar com mais força nela,ela deu um latido, alto e rápido, eu tomei um susto! Então peguei ela pelas patas traseiras levantei e dei duas palmadas de quatro dedos na sua bucetinha e ela não conseguiu ficar em pé por causa da dor e do mendo, eu senti muito prazer quando vi aquela cadela, daquele tamanho se torcendo toda,choramingando pelos cantos sem poder se defender de mim e sendo minha vitima,meu pau começou a babar e latejar rapidamente como estivesse soluçando, eu estava usando meu lado sádico nela.

O gosto não muito diferente dos outros mas acho que o cheiro do corpo misturado com o perfume fazia ser diferente, ele coloca sua mão com os dedos entre meuscabelos e tira minha boca de onde estava, olha pra mim e me pergunta se gosto de chupar, eu olhando pra ele com uma cara séria mas com um ar de devassa digo que adoro,novamente ele me faz chupar e me pergunta do que eu gostaria de ser chamada, respondi do que ele quiser chamar, então ele segurando minha cabeça se encosta no sofá abreas pernas e diz – então vagabunda engole minhas bolas; ele força meu rosto e minha boca contra elas varias vezes até coloca-lo na minha boca e dizer: – engole esse cacetevagabunda, nào sabia ele ou sabia, que adorava e estava sentindo falta daquilo.