Casada Safada Aguentando Rola No Cu

Casada Safada Aguentando Rola No Cu

Casada Safada Aguentando Rola No Cu

Ela ficou mais séria ainda: “Sabe que sou casada, Raphael?” “Sim, professora, mas o fato de ser casada não me impede de amá-la e desejá-la.

Naquela hora nada mais passou pela minha cabeça! Eu só beijei ele! Ele começou a passar a mão pelo meu corpo todo, foi tão intenso que parecia que estávamos sozinhos no mundo. Carlos me olhava e sorria com o mesmo ar zombeteiro.

Passei meu braço pelo pescoço dela, forçando ela até mim enquanto ofegava e gemia no ouvido dela, mordendo e chupando o pescoço e os ouvidos.

Nossa, Lena, meu pau tá quase estourando aqui de tesão.

Eu o fiz, quase colado ao corpo dele, para que não sentisse frio, meu corpo quente nu logo esquentou o dele, pele com pele, minha camisa longa fora atirada com violência na parede, eu deixava que ele tocasse os gomos de minha barriga magra, as mãos gelídas dele me faziam estremecer, mas meu corpo o esquentava.

Após instantes que pareceram intermináveis, ele a pegou como se fosse uma boneca e deitou-se sobre o sofá colocando-a sentada, pedindo-a para tirar a sua roupa.

Já não estava aguentando mais , ele aproveitando da posição que eu estava ele penetrou o meu cuzinho e me chamando de vadia foi estocando aquela vara em mim e eu implorando para ele meter cada vez mais fundo. Ele também servia de local romântico para os alunos do turno da noite, os alunos dos outros turnos não podiam ir até no horário de aula.

E eu a beijava de leve, sugandosua boca e sua língua e logo após os lindos peitos. Depois dela chegar ao orgasmo ali eu estava de pau duro, louco para comer aquela safada mas ela não quis, falou que foder com o primeiro era pecado e que nós iriamos ficar apenas na chupada, fiquei um pouco triste mas mesmo assim gostei bastante de ter chupado aquela vadia.

Voltaram excitadas contando que tinha uma mulher sendo fodida por uns 8 caras.