Corno – amante gozando na boca da esposa – XVIDEOSCOM

422 visualizações

54 seg

Categoria:

Tag:

422 visualizações

54 seg

Categoria:

Tag:

Corno – amante gozando na boca da esposa – XVIDEOSCOM

Corno – amante gozando na boca da esposa – XVIDEOSCOM

Fui até o meu quarto e depois de alguns minutos resolvi voltar, para passar de novo em cima dele, mas quando cheguei na porta da sala, me deparei com uma cena inusitada, ele estava se masturbando, falando o meu nome e com uma calcinha minha na mão, eu me escondi e fiquei observando, nisso subiu um calor pelas pernas, corri a mão pelo meu corpo, apertei os bicos dos seios e fui descendo a mão pela barriga, até chegar a minha bucetinha, que estava raspadinha e molhadinha, olhando o movimento daquele pau grosso e duro, comecei a imaginar ele dentro de mim, com dois dedos comecei a me tocar, imaginando ser o pau do meu irmão, quando eu estava quase gozando, eu ouvi os gemidos e os sussurros do meu irmão, ai eu vi ele estava gozando em cima da minha calcinha. ‘ fode, seu corno, me fode’, ela disse. estavámos na saida do meu serviço e nesse dia minha esposa estava trabalhando em campinas, então abri o jogo com ela e contei da condição de liberais entre eu e sua irmã, mas minha cunhadinha não quiz acreditar. Eu fiquei parada quietinha, e botei logo a mão na minha buceta por cima do vestido e fiquei acariciando enquanto assistia. Fui beijando sua boca comecei a apalpar seus seios.

Com o passar do tempo, começamos a sentar juntos, mas não queriamos romance.

O conto que voces lerão agora é narrado pela minha amante maravilhosa Adriana que também é casada.

Ela virou de costas e se apoiou no balcão, abaixou as calças e pediu pra eu meter. Quando ele passava atrás dela, segurava na sua cintura e a apertava contra si. Ela quando me viu nao me reconheceu mais eu sim e me apresentei a ela.

Ela se lembrava também do dia em que eu tinha chupado o cuzinho do Rodrigo e ele tinha gemido muito e meteu enquanto isso na Stephanie. O pequeno terno executivo devia cumprir seu trabalho em não ter apelo sexual, mas estava falhando miseravelmente.