Esposa Fazendo O Macho Pedir Arrego

82 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

82 seg

Categoria:

Tag:

Esposa Fazendo O Macho Pedir Arrego

Esposa Fazendo O Macho Pedir Arrego

Para distrair meus pensamentos, meti a mão dentro de sua blusa, tomando seu seio e fazendo nele o carinho merecido.

Nossa que deliciaaaa… Na minha imaginação eu estava em um quarto de motel com algum homem desconhecido me fodendo gostoso, na minha cabeça não vinha nenhum rosto conhecido, apenas imaginava que esse macho não era meu marido. Casei novamente, porém, minha esposa não é muito chegada a sexo e quando ela se recusa me vem a vontade danada de procurar um homem, mas, não tenho coragem.

No entanto, na surdina sempre adorei pornografia, vivia me masturbando com revistas e até hoje curto um vídeozinho pornô na internet.

É só para saber se o conserto ficou bom, entende?– Entendo, dona… tomarei quantos banhos a senhora quiser!""Era uma quinta apesar de sempre o homem querer levar a mulher pro motel nesse caso eu queria levar aquele gato de qualquer jeito quando terminou meu expediente lá para umas 21:00 eu encontrei Edu na rua quando eu parei o carro e perguntei se ele queria uma carona, ele sorriu e como ele já sabia o que eu realmente tinha em mente ele aceitou a carona mas tava meio sem jeito de ir, mesmo assim decidimos ir mas chegando lá ele tava tímido, pois nessas altura eu tava cheia de fogo e queria muito aquele corpo todinho, e como eu sei o jeito dele então eu falei pra ele que ia tomar uma ducha e ficar um pouco na hidro, se ele quisesse a qualquer momento ele poderia entrar, ele ficou no quarto deitado pois estava cansado naquela noite mas enquanto eu tirava minha roupa pra entrar na ducha assim que eu estava completamente nua, Edu entra com um sorriso em seu lindo rosto admirando meu corpo e querendo ou não eu notei seu pau grande e gostoso marcando em sua calça, me admirei pois apenas vi pelo espelho que tinha a minha frente e ele por trás, me acariciando pressionando entre o lavatório, fazendo com que eu ficasse como uma presa pega pelo caçador ele começou a beijar meu pescoço, e eu podia sentir seu pau latejando de tão duro ele me deu uns tapas na minha bunda e me pressionava cada vez mais então ele pegava em meus seios todo excitado e com bico enrijecidos eu queria ele todinho dentro de mim, mas ele me castigava, não me deixando virar e só me acariciando, ele falava você gosta de me provocar, gosta de me deixar sem jeito, me faz ficar todo excitado querendo te tocar, nisso ele me beijava e começava a descer sua mão até meu sexo e começou a mexer colocando um dedo e num ritmo de vai vem ele me fazia ficar tremula como só ele fazia, eu queria ele dentro de mim mas ele queria ver até onde eu aguentava, então ele colocou mais um dedo e me pressionando eu não consegui me conter eu gemia com minhas pernas tremulas então quando eu já não aguentava mais implorei pra ele parar e me possuir por inteira pois eu queria ele dentro de mim, ele riu, mas não parava mas quando eu consegui me virar consegui encostar ele na parede tirei a blusa dele comecei a beijar seu peitoral descendo ficando de joelho tirei sua calça e pude ver aquele pau enorme e delicioso que me fazia perder a cabeça comecei a chupar foi minha vez de deixar ele louco quando eu o lambia e fazia pressão na minhas chupadas ele não se conteve e dava umas gemidas, ficando sem jeito, e enquanto ele estava sendo chupado foi tirando o restante de sua calça ficando completamente nu ele me olhava e me fez ser sua escrava pegou em meus cabelos e com carinho e muito tesão ele segurava e a cada chupada que eu dava ele me apertava mostrando o quanto estava excitado, ele falava pra ir devagar pra que ele sentisse minha boca em seu pau gostoso que eu queria muito todinho dentro de mim até que ele se abaixando fiz uma espanhola e finalmente ele gozou em meus seios então puxei ele pra uma ducha rápida pra voltar pro quarto ainda mesmo molhados ali mesmo ele me encostou na banheira e penetrou em mim de uma forma tão excitante e deliciosa ele me penetrava apertando meus seios me fazendo perder as forças nas minha pernas e cada estocadas que ele me dava eu queria mais e mais até que gozamos juntos então rapidamente enchi a banheira e liguei a hidro pra relaxar eu fiquei atrás dele e tocando comecei a cariciá-lo mas logo ele ficou excitado de novo e eu senti seu pau já endurecendo de novo então fui pra frente dele e lá dentro da hidro mesmo me encaixei nele e comecei a rebolar em cima dele e em um movimento de vai e vem ele começou a chupar meus seios foi tão excitante ardente e gostoso que quando ele estava preste a gozar ele me apertou com mais força e aumento a velocidade penetrando mais fundo e nessa hora eu gemia alto pois estava adorando. Pau duro, de frente para a bunda da minha filha se oferecendo toda usei a lingua no cúzinho bem fechadinho.

Uma coisa eu eu não mencionei ainda é que eu tenho uma coisa que carrego comigo desde a infância. Quando eu comecei a rebolar e ele aumentou o ritmo das socadas, com aquele pau grosso entrando e saído do meu cu, eu rebolava e gemia de tanto tesão, meu cunhado falava que a minha bunda era uma delicia, ele me chamava de gostosa e socava o pau no meu cuzinho, que se abria e recebia aquele pau gostoso que me fodia freneticamente, de repente ele deu uma socada bem funda e segurou a respiração, nisso eu senti jatos e jatos de porra quente esguichando dentro do meu cuzinho, sei que foi uma loucura, mas foi uma das melhores fodas que eu já tinha dado, me diverti e gozei de montão, depois de tomarmos um bom banho, entramos no carro e fomos embora e durante todo caminho de volta, ele levantou a minha saia até a virilha e veio alisando as minhas coxas e a minha bucetinha e ao me despedir eu dei lhe um beijo no rosto dele, ele me agarrou e me deu um beijo na boca, sua língua enrolou se na minha e eu aproveitei para beijar aquela boca deliciosa.