Esposa safadinha amadora toca uma siririca melada na frente do marido

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , ,

Esposa safadinha amadora toca uma siririca melada na frente do marido

Esposa safadinha amadora toca uma siririca melada na frente do marido

Aquele seria o único momento em que ficaríamos sozinhos em casa e quando os dois saíram foi espiá-la pelo buraco da fechadura quando tive uma grande surpresa ! Ví minha tia com a calcinha arriada até em baixo e tocando uma gostosa siririca de cócoras na privada. Ela enfiou a mão entre nossos corpos e segurou meu pau, que estava duro de tanto tesão, esfregou na bucetinha toda melada e me puxou para cima, até ficar com meu pau na altura de seu rosto.

O outro pegou minha mão e pôs sobre o dele, eu o masturbava devagar. nós deitarmos no chão, tentei sair correndo para pedir ajuda mas dois delesmuito mais agressivo, com os dedos abriu as bandas de minha bunda e enfiouAgora passo a contar o caso real que aconteceu comigo e Lucia, 36 anos, dona de corpo muito bonito, bunda empinada, seios tamanhos médios, e com um sorriso perfeito além de ser muito simpatica, ela trabalhava numa clínica, perto do meu serviço, e todo dia, no fim do batente eu esperava Lucia passar, comecei então a tentar me aproximar, e como um gavião, comecei a perturbar a sua cabecinha, todo dia a convidava ela pra sair, ,mais ela não aceitava porque estava separando do seu marido e não queria complicações no fórum.

Entao eu nao deixava ele por td, depois de um tempo fico mais facil e mais gostoso ai eu deixei ele enfiar"No carnaval de 2015 reunimos a família, alugamos uma casa na praia e passamos a semana lá, vou eu (Marcos – 37 anos), minha esposa (Patricia – 33 anos ) e outras pessoas da família, dentre elas Silvia, 35 anos, recém separada, falsa magra, esguia e malhada, com uma cara de safada que só ela tem, tia da minha esposa e sua filhinha de 8 anos. Camila: Não estou muito bem, briguei com meu marido, bebi de mais e não estou em condições de ir embora, e estou com a mente a mil. Entrei, ela sorriu e me perguntou:– Encenei direitinho? Te convenci que o meu chuveiro estava estragado?– Mas você é muito safadinha… me enganou direitinho, já ia procurar o telefone do bombeiro para vir arrumá-lo.

Quando Norberto saia com alguma colega da faculdade, a comparação era inevitável e ele via que Madalena estava muito à frente de qualquer uma delas.