Flagra Amador Real Brasileiro Filha De Pastor Madura Batendo Uma Siririca Seu Negão De Osasco – Sp

2 min

Categoria:

Tag: , , , , ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , ,

Flagra Amador Real Brasileiro Filha De Pastor Madura Batendo Uma Siririca Seu Negão De Osasco – Sp

Flagra Amador Real Brasileiro Filha De Pastor Madura Batendo Uma Siririca Seu Negão De Osasco – Sp

Passando a lingua por toda extensão da minha rola, engolindo minhas bolas, batendo meu pau em seu rosto, me olhando com cara de safada; peguei-a e coloquei em cima da mesinha de novo, abri as pernas dela e perguntei:– A putinha gosta de receber linguada?– ADOOOOORO, DEIXA EU GOZA NA SUA BOCA, DEIXA AMOR?Não pensei mais nada, só cai de boca naquela xoxotinha pequena, lisa, cheirosa, passei a língua de baixo pra cima fazendo-a tremer inteira e comecei a chupar seu grelo cada vez mais forte, e cada vez mais ficava os gemidos de Isa:– ISSSSSSOOOO METE A LINGUA, ME FAZ GOZ… AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH TO GOZANDO BEBE AAAAAAAAAAAAAAAH METE ESSA ROLA EM MIM LOGO, VAI GOSTOSO. Era prazeroso, mas parecia errado…""Há um mês, minha filha levou seu namorado para eu conhecer.

É a grande vantagem que vejo nas mulheres maduras: sabem o que querem e não ficam fazendo rodeios, vão direto ao assunto.

Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal. – Não tem jeito, papi…os amantes europeus não são como os brasileiros… aliás, não são como você, o melhor de todos.

O negão sentou ao seu lado, com o caralho ainda meio duro, oferecendo uma visão deslumbrante das duas picas que tinham acabado comigo. Olá, vou colocar meu nome como Eduardo, moro em Osasco, tenho 26 anos branco 1. “Ela é filha de pastor, muito discreta.

após esse episodio tinha vergonha então acabei me retirando um pouco da casa da minha avó, então o tempo passou também casei e foi nesse ano que o melhor aconteceu, através de redes sociais minha tia acabou solicitando minha amizade, aceitei e começamos conversar, nada demais o assunto era sempre família e assuntos rotineiros, foi então em que um dia ele pediu se poderia fazer uma pergunta indelicada, sem imaginar oque poderia ser respondi que sim, foi então que ela me pediu: Você achava a tia bonita quando era mais novinho? Respondi que sim que era uma mulher muito linda, por sinal muito atraente, foi então que ela pediu se era esse o motivo que fazia eu revirar suas calcinhas quando garoto, pois além da vez em que me pegou no flagra varias vezes me viu remexendo em sua gaveta e mexendo em suas calcinhas, fiquei sem saber oque falar, mas em seguida ela disse ficou mudo é, não se preocupa achava excitante quando via você mexendo…após isso trocamos o rumo da conversa e como um pedido de desculpa por me deixar constrangido tia Janeide me convidou para ir tomar um café qualquer dia em sua casa, pois ja não mora mais com minha avó. Fui-me novamente para a agua, me lavei e fiquei vendo ela siriricar a buceta, rindo pra mim.