Foda amadora mulher do corno bunda grande tocando siririca em publico do amante de nova friburgo – rj

2 min

Categoria:

Tag:

visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

Foda amadora mulher do corno bunda grande tocando siririca em publico do amante de nova friburgo – rj

Foda amadora mulher do corno bunda grande tocando siririca em publico do amante de nova friburgo – rj

me encorajei e passo a relatar o que aconteceu comigo, minha esposa e umao cofre, que sabia que minha mãe tinha mais não conseguiram encontrar, eusutiã e começou a morder meus seios com muita força estava doendo muito,gente so quem já esteve com o seu amor e fudeu em publico sabe o que é isso;aguardem outras aventuras nossas.

Tive a certeza que nada iria mudar quanto ao meu relacionamento com meu querido noivo que antes de casar já se tornara ?corno?. _ Duvido que você tem o pau grande! Disse a minha tia.

Passei gel no cacete e pincelei a racha de cima pra baixo, de baixo pra cima , ajeitei a cabeça na entrada e a bucetinha foi se abrindo e meu pau foi entrando bem devagar, foi entrando até a metade, até no anel que é o cabaço, dali pra frente não entrava, pois sempre que eu tentava ela se mexia, fiz um vai e vem gostoso sempre bem devagar, apreciando minha rola entrando e saindo naquela racha apertada ao mesmo tempo macia e umida, quando tentava enfiar o pau todo ela mexia a bunda pros lados, e eu ficava com o pau na mão, recomeçava a brincadeira, metia devagar, depois mais rapido até que gozei gostoso, durante o resto do dia tentei mais 4 vezes, e ela sempre tirava a bunda pro lado quando eu tentava botar tudo, dai eu gozava só com a metade do pau dentro, não me preocupei pois amanha … amanhã será outro dia.

[FIM]"– Você não vai se importar com isso não é?"Bem , depois que comi a minha cunhada na casa e cama dela , saímos várias vezes e até hoje damos uma de vez em quanto , certa vez eu ia a Nova Friburgo a Trabalho , liguei para ela e perguntei se ela queria ir comigo para fazer companhia e claro ” METER TB ” ,ela nem pensou muito e aceitou , era uma quinta-feira no verão aqui do Rio de Janeiro , peguei ela em casa as 7:00 hs , fomos então para Friburgo , na estrada ela já começou a dar uns beijos em meu pescoço e dizer que queria chupar uma coisa carnuda , com um sorriso safado abriu meu zíper , tive que tirar o cinto de segurança para ela ficar a vontade , estávamos na estrada entre Parada Modelo e Cachoeira de Macacu , ela botou a minha pica para fora e começou a mamar a pica com um movimento bem devagar , eu tive que diminuir a velocidade , quando vi uma estrada de terra que ia parar em uma espécie de lago , parecia deserto o lugar , parei o carro em baixo de uma árvore , e fomos para o banco de trás , ela estava cheia de tezão e eu idem. Um dia estava aqui louca de tesao e resolvi mandar algumas fotos da minha bucetinha pra ele enquanto batia uma siririca gostosa.

Irei usar o nome de Marcos para essa historia e chamarei a mulher do meu melhor amigo de Julia.

Acabou acontecendo o que eu temia: estava completamente apaixonada por ela! Eu nao pensava em outra coisa a nao ser ela, sonhava com ela todas as noites(conseguem imaginar o tipo de senho, ne?), ouvia a sua voz dentro de mim a cada momento! Eu ja estava ficando louca de ve-la toda semana, cantando, e nao poder sequer encostar nela! Fiquei nessa um ano e meio… tempo de sofrimento!Ela falava que não era-mos seus netos, e sim seus amantes, falava que ela era nossa prostituta particular. Começou a só me fuder com os dedos estocando forte, eu gozei horrores e ela continuou tentei me soltar mais estava fraca de mais.