Gozada Na Cara Da Vadia

visualizações

86 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

86 seg

Categoria:

Tag:

Gozada Na Cara Da Vadia

Gozada Na Cara Da Vadia

E esses peões são de confiança? olhe lá rapaz? Sr. Precisa fazer um teste, e eu sou voluntária…Ela sabia que haveria duas possibilidades de reação dele: a) ele ficaria bravo com a ousadia dela, mandaria ela se vestir e, provavelmente a demitiria no dia seguinte; b) ele gostaria da ideia e ela realizaria seu sonho de transar com ele.

Como hobby adotei uma vida “dupla”, de um lado uma mulher recatada e acima de qualquer suspeita e minha “identidade secreta” , uma mulher no cio que passou a amar uma sacanagem, que depois de anos reprimindo meus instintos resolvi chutar o pau da barraca e liberar geral. Ficou parada, esperando, pois viu que ele se aproximava. Depois do café o Jorge me perguntou onde seria o reparo, e eu fiquei sem graça e disse para ele ver o piso em volta da dispensa que ele tinha concertado, fomos os três olhar e assim que chegamos Jorge já encostou por tras de mim, senti seu pau já duro debaixo do calçaõ dele, fiquei sem graça e antes de eu falar qualquer coisa ele disse, relaxa patrão, o Paulinho é meu primo e tava doido pra lhe conhecer quando lhe contei oque fizemos aqui… O rapaz veio sorrindo pro meu lado e logo me vi imprensado entre aqueles dois machos famintos.

Boa gozadas para o machos e putos de plantão)Olá esse é meu primeiro conto, portanto não sei se vão gostar, mas vamos lá!Meu nome é Felipe tenho 40 anos, tenho 1,75, 80kg, sou branco corpo peludo e bem distribuído, faço academia mas não sou malhado, sou bissexual 100% ativo e adoro praticar nudismo em meu sítio.

Passado alguns minutos o meu marido mandou eu sentar na piroca do negão, eu obedeci e fui para cima dele sentar com muita vontade enquanto o João me chamava de vadia e o meu marido me chamava de vagabunda. ; mas dava para notar uma calcinha preta com um fio pequeno.

Nunca tinha visto nada tão molhado…. Portanto, estávamos livres para fazer o que quiséssemos. Ao contrário do que possa pensar, tenho um casamento feliz. Só que, numa das vezes em que conversamos, ele demonstrou ser um entusiasta de fotografias (ele não sabia, ainda, que tanto ela quanto eu éramos fotógrafos), conhecia os grandes mestres, sabia muita coisa.

– Nossa maquininha não está funcionando senhor, desculpe.