Gozando na boca da amiga da faculdade

1 min 38 seg

Categoria:

Tag: , , , ,

visualizações

1 min 38 seg

Categoria:

Tag: , , , ,

Gozando na boca da amiga da faculdade

Gozando na boca da amiga da faculdade

Mas a conversa logo passou a ser o seu namorado, que eu não conhecia e era um pouca coisa mais velho que ela. Fui andando com ela em direção a mesa do computador, passando minha mão pelo seu corpo, beijando, e fazendo pressão contra a bunda dela. O Carlos disse só não sei se ele ve vídeos de mulher ou de homem patrão. – NÃO!– E aí, minha dúvida é se vc gostou da minha calcinha, o que achou?"Depois que ele foi na minha casa pedir a momha se podia namorar comigo (foi muito humilhante) ela deixou, na hora eu espantei pq tinha aquele papo que eu do podia namorar qua do tivesse 18 anos e tals…Mais deixei pra lá, no dia seguinte todo mundo ja tava sabendo inclusive as amigas que ficaram morendo de raiva rsrs. Eu ainda estava cheia de fogo ao ver aquele macho com a piroca ereta na minha frente– sua cadelinha quer pau. Eu disse que comi gostoso e perguntei a ele se tinha comido também,ele respondeu dizendo que não mais ela sempre trazia homens para seu ap e que todos saiam felizes e satisfeitos,falou que ele não tinha a minha sorte pois ela não dava confiança pra ele mesmo sendo bem “dada”. Alguns eram irmãos, outros somente primos mesmo.

O branquinho olhou meu rabo e disse: porra, que estrago vocês fizeram no cú do cara!!!!!…… meu dedo entra folgado!!!….

Certa amiga da faculdade me contou sobre o shibari, que são técnicas de amarraçao para bdsm. Ela revirava os olhos e sorria.

Aquilo me deu mais tesão ainda. Eu: ta bom, punhetei mais rapido e acabei gozando em cima deleMas o que vamos relatar aconteceu sábado 09/04, depois de algum tempo fomos a uma casa de swing aqui em São Paulo, é uma casa nova, fomos pra conhecer. Ela estava sentada com as pernas ligeiramente abertas deixando transparecer um pequeno triangulo vermelho entre as coxas. Isso era umas 2h da madrugada. Comprometeu-se a ir levar-nos e no domingo trazer-nos de volta, em seu carro.