Grava Um Vídeo Amador Safada Siliconada Tocando Siririca Taradão Carioca No Rio De Janeiro

visualizações

3 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , ,

Grava Um Vídeo Amador Safada Siliconada Tocando Siririca Taradão Carioca No Rio De Janeiro

Grava Um Vídeo Amador Safada Siliconada Tocando Siririca Taradão Carioca No Rio De Janeiro

Ela ainda está com a lingerie safada e vai ficar assim, gostei das aberturas, são como molduras de renda nos peitinhos,na buceta e no cúzinho agora atolado. Passamos o resto do dia nos tocando ali mesmo e eu passei o resto do dia gemendo que nem uma cadela no ouvidinho dele"Assim como eu, ela também não usava sultiã. Conheci um casal muito legal de cariocas que moravam em Curitiba, ele engenheiro como eu e ela professora. O Rui e o João levaram as mulheres e, quando o Carlos se preparou para penetrar a Cristina ficámos todos a assistir, o João tinha levado a câmara para gravar todo o arrombamento.

Depois de fazer um boquete nele, ele tirou minha roupa, bateu uma siririca em mim e mandou eu ficar de quatro em cima do sofá, depois ele tirou a roupa dele e socou a piroca na minha buceta, cuspindo para entrar com mais facilidade pois o pau dele é bem grosso. Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal. Não pensei duas vezes e, como só temos uma vida, eu ganho bem, trabalho bastante, porquê não? Vamos experimentar a tal da massagem peniana tântrica não é?"Oi oi,vou me apresentar eu sou a Juju tenho 23 anos,tenho 1,74 de altura eu malho, sou loira, siliconada com marquinha de biquíni, bumbum médio que todos homens olham sou do tipo bm safada e quando eu soube que iria sair do Brasil decidi me despedir dos meus amigos, um certo dia decidi me despedir do lucas e do rodrigo q sempre foram muito amigos e já tinha me comido então liguei para eles virem se despedir rsrs mas eu já tava com segundas inteçoes coloquei uma camiseta tomara q caia rosa e um shortinho bem socado no rabinho e só fiquei esperando os dois chegarem. Até que em janeiro deste ano, ela pegou férias, e quando voltou disse que não iria sozinha pra praia no carnaval com as pessoas da família, que iria com o novo “namorado”…No carnaval ela foi com o namorado (um coroa, careca e uns 10 anos mais velho que ela) disse que tava na hora de sossegar a vida e ter alguém pra conviver no dia a dia e que a menina também precisava de um padastro, mas continuava a me olhar com aquela cara de puta….

"Qual vai ser a sua Caio?-Eu já sei oque fazer…E quanto a você Didi? Vai fazer oque?Eu preferi abrir mão de qualquer coisa, então disse:-Já me contento com qualquer coisa que Caio fizer…-Está com peninha Didi? Depois de tudo que aconteceu? Vai deixar barato?"No conto anterior,relatei a transa que tive com uma garota de programa que conheci em um puteiro e agora venho contar a delícia de foda que tivemos entre eu, Leona e meu amigo Lucas,ele tem 27 anos,é branco,tem 1,80 cm +-,corpo médio forte,cabelos pretos e é taradão por mulher assim como eu.

A campainha toca e quando vou atender era um amigo dele da escola, rosto feio e corpo bonito meu pau endureceu na hora e os dois ficaram me olhando e eu confesso que fiquei sem graça saí e deixei eles conversando, fui pro quarto assistir um filme, o Gabriel entra no quarto e pergunta se o amigo dele o Fábio pode dormir em casa eu disse que se a mãe dele deixasse ele poderia sim, ele já tinha ligado e eu concordei, eles voltaram pra sala e ficaram jogando vídeo game, fiz pipoca no microondas e dei um pouco pra eles o Fábio olhou meu volume eu levantei de lado como se fosse coçar e deixei mostrar um pouco meu pau só pra ele ver e fui pro quarto, ao lado do quarto tem o banheiro e a porta do quarto sempre fica aberta, quando o Fábio passou pra ir no banheiro ele deu uma olhada no quarto, coloquei a mão dentro da cueca e fiquei até ele sair do banheiro, quando saiu olhou de novo e foi saindo bem devagar, meu pau quase saltou da cueca querendo sentir o calor da boca do Fábio, fui de novo na cozinha e de barraca armada até o Gabriel olhou meu pau sentei no sofá, eles estavam no chão, fiquei olhando eles jogarem…mas o que aconteceu fica pro próximo conto, comentem.