Minha Esposa Com A Calcinha Atolada No Rabo Socando Na Minha Rola De Madrugada

Minha Esposa Com A Calcinha Atolada No Rabo Socando Na Minha Rola De Madrugada

Minha Esposa Com A Calcinha Atolada No Rabo Socando Na Minha Rola De Madrugada

Ele vendo que tinha o sinal verde pegou o pau e apontou a cabeça no meu cu e começou a passar a cabeça lambuzando toda a borda e ao sentir a cabeça bem no meio do meu cu de novo forcei discretamente minha bunda em direção a ele como que dando um consentimento a Nando e desta vez ele entendeu e forçou o pau para frente e senti o anel do meu cu esticar e esticar, ardia mais era bom e enfim o anel cedeu e a ponta da cabeça entrou, Nando parou e perguntou se estava doendo e eu gesticulei que não e que se ele podia continuar e gesticulei que sim e ele forçou e agora a cabeça pulou para dentro, sem me conter soltei um gemido num misto de prazer e de ardor, ele forçou mais e eu disse para ele ficar quietinho sem se mexer, e ele obedeceu, meu cu piscava na cabeça do pau dele e o ardor foi passando e comecei a sentir a cabeça toda atolada no meu cu e respirei fundo e disse para ele enfiar devagar e ele foi forçando e o pau entrando e entrando o ardor começou novamente mais eu não liguei queria mais e mais e senti a virilha dele encostar na minha bunda e perguntei se tinha enfiando tudo e ele respondeu que sim, e o que ele devia fazer e eu apenas disse: piça. Um dia normal eu tinha deitado pra dormir na minha cama mais lá na madrugada eu ouço gemidos no quarto da minha mãe e vou olha o que ta acontecendo e sem perceber ficando com o pau duro quando cheguei no quarto da minha mãe meu pai está comendo ela eu não sabia o que eu fazia eu fiquei parado pararizado e sem querer comecei a bater uma punheta essa foi a melhor punheta da minha vidaEla baixou a cabeça e começou a beijar minha barriga, ela beijava e beijava a pele macia e lisa.

"Ela – vai , vaiiii , vaiii – e por ultimo – vai empurra esse pau na minha bundaOlá, meu nome é Rodrigo, tenho 33 anos e sou agrônomo, sou casado, mas minha esposa trabalha em outra cidade, e só vem para casa nos fins de semana, por isso toda semana uma diarista chamada Regina vai em minha casa fazer faxina, ela é muito caprichosa, e apesar de ter 41 anos é bastante jovial e brincalhona, e mesmo tendo um filho de 9 anos ainda tem um belo corpo, com uma bunda durinha e peitos pequenos, mas o que mais chama atenção nela é seu jeito safado de falar e agir, sempre usando um shortinho curto e uma blusinha que tapa apenas os seios, no começo ia com a sua mãe, que também é diarista, mas como a mãe arrumou um emprego fixo, ela passou a ir sozinha, bem, depois de um tempo ficamos amigos e ele contou que seu marido ficou cego por causa de toxoplasmose e que por possuir um problema de obstrução de uma artéria estava sofrendo de dores de cabeça e foi proibido de fazer esforço físico, sem poder nem mesmo fazer sexo.

AO chegar em casa logo adicionei ela e mandei mensagem perguntando o que ela estava querendo afinal me provocando daquele jeito? ela disse:– Simples eu quero ser sua Lolita, estou até vestida de lolitinha quer ver profe?-Quero!-Mas eu sou muito tímida lembra? não sei se consigo, melhor vou me descrever e você imagina, tó só com um vestidinho curto de alcinha e com calcinha de renda com trancinha no cabelo, imaginou?-Nossa deve estar linda, só não vou encarnar o personagem Humbert do livro porque você é muito sacana com ele!-Mas com você eu não vou ser, eu quero só que você me faça ser sua Lolita pra provocarmos muito um ao outro, por falar em provocar olha isso (e me mandou um vídeo mostrando ela vestida como estava sem dizer nada, ao final mandou apenas um beijo)-Profe e outra coisa, vai ser apenas uma vez! só pra saciar minha vontade de você e eu quero em um local público, sem ninguém ver a gente mas que possamos ouvir as pessoas!-Já sei, o meu escritório na faculdade que fica dentro do departamento, eu tranco e fica como se estivesse tirando dúvidas. ContinuaEnquanto eu sentava de costas, ele me dizia que aquilo não ia morrer ali, e que escondido ou não o pal dele e minha buceta iam virar amigos íntimos hahah adorei a ideia, e ficamos transando planejando coisas muito maliciosas, traindo nossos parceiros, e isso durou muito tempo. Ele foi empurrando e começou o movimento de vai e vem, agora eu já gemia de prazer por ter aquele pau grande dentro de mim, ele dava tapas na minha bunda e eu mandava ele socar mais e mais, e ele ia com tudo quase me partindo ao meio, me virou e começou a meter novamente aquele pica maravilhosa em mim acariciando meus peitinhos e me beijando, eu já tava bebada de tesão, gemendo feito louca, quase gozando de tanto q ele socava e me chamava de putinha, de loira safada, de puta gostosa… Então eu comecei a gozar e a gemer ainda mais, ele me vendo naquele estado disse q ia gozar também, então ele foi socando cada vez mais e mais ate gozar.

Seus dedos sobem em direção a minha calcinha, parando nas laterais.