Minha Esposa Se Masturbando Pra Me Fazer Ciume Com Outro Homem

Minha Esposa Se Masturbando Pra Me Fazer Ciume Com Outro Homem

Minha Esposa Se Masturbando Pra Me Fazer Ciume Com Outro Homem

Disse que não mentiria, que estava mesmo vendo pornografia e se masturbando, disse que era humana e que era uma mulher normal, com desejo, mas que recorria aquilo para não expor a família e porque não queria se envolver com ninguém, que era a única forma segura dela se satisfazer para não ficar doente, me disse que sexo era saudável e que deveríamos ver aquilo como natural porque todo mundo se masturba e de novo perguntou se eu me masturbava e disse que desde que meu pai morreu ela nunca mais esteve com um homem e o primeiro pênis ao vivo que ela havia visto neste tempo era o meu e me pediu para não contar porque não havia nada demais e me perguntou se eu também via pornografia, e eu, calado, fiz sinal com a cabeça que sim e ela me perguntou se era tão grave assim e eu falei pela primeira vez depois de surpreendê-la, dizendo que no meu caso era normal e no dela não porque ela era minha mãe, mas ela disse que no caso dela era muito mais normal, porque ela tinha vida sexual ativa e eu era virgem. – Mete com força, bem rápido… Goza dentro de mim, meu macho! Me engravida!"Daniel: vem cá, me mostra a bunda…Cheguei perto dele e me virei…"Aí, fui transferido para outro centro maior.

Certa vez quando voltamos da praia, ela foi tomar banho(meus pais tinham saido), e esqueceu a toalha pediu para e pegar, entrei no banheiro e ela estava sem roupa já tomando banho, vi que ela não se preocupou com a minha presença(me achava inofensivo) e então puxei assunto para continuar lá e ficar vendo aquele corpão na minha frente.

Chupava e olhava fixamente para a camera como se estivesse olhando pra mim e pedia goza na minha boca lambuza minha cara para meu maridinho vê? Aquilo me fez gozar sem nem ao menos pegar no meu pau… com o rosto todo melado(coisa que ela nuna deixou eu fazer) ela vai ate marcos e dar-lhe um beijo daqueles bem apaixonado… seu marcos no auge dos seus 55 ficou novamente de pau duro e foi posicionando minha esposinha para se acomodar no seu cacete que tambem num era essa descomunal nao… era bem grosso e eu via que minha esposa estava apreciando cada centimetro que invadia sua bucetinha… depois de um certo tempo nessa posica, ela se levanta e fica de quatro para seu marcos que de imediato se encaixa atras dela, e nao demora muito e ele enche a buceta da minha esposa de gozo. ola sou joao carlos tenho 42 anos casado ha 20 anos com uma mulher conservadora nunca tivemos lua de mel entam com os filhos criados resolvemos sair de viagem para uma chacara no interior de sao paulo saimos na sexta feira a noite e chegamos de manha cansados o caseiro e sua esposa nos receberam bem eram um casal de mais ou menos 50 anos a esposa era mais nova uns 40 anos logo ela se enturmou com a minha mulher eu e o sr antonio o caseiro nao somos de muita conversa tambem ficamos bem eu sai com minha esposa a cavalo pelo mato fomos ate uma cachoeira comecei a beijar ela logo estava transando eu sempre tive tesao por ela mais aquele lugar me deixou com mais esquecemos do tempo e veio o sr antonio ver oque aconteceu quase vio a gente sem roupa fomos para a casa dormimos um pouco a noite resolvemos sar e ir ate a casa do caseiro ja que nao tinha ninquem conhecido por perto ao chegar la eles estavam transando com a porta aberta o sr antonio estava comendo o cuzinho da esposa ficamos olhando um pouco e voltamos pra casa minha mulher es tava molhadinha e eu de pau duro comi ela na varanda tentei comer o cu dela mais nao deixou disse que tinha medo de doer nao insisti e dormimos de manha a esposa do caseiro veio buscar minha esposa para nadar no lago eu fiquei descansando depois fui tambem escutei uns gritos e me abaixei e vi minha mulher de quatro e seu antonio comendo ela a esposa dele armou tudo nao tive reacao fiquei olhando de pau duro o cara tem um pau duas vezes maior que o meu ela nunca gritou e gemeu daquele jeito comigo me senti um trapo fiz de conta que nem vi quando voltaram eu disse que iriamos embora no outro dia pois tinha negocios pra resolver ela concordou a noite tentei comer ela mais ela nao quiz sai pra fora e camihei ate o lago sr antonio veio atraz e ficamos conversando sem deixar ele saber que eu vi tudo pois estava humilhado eu senti tesao ao lembrar da cena ele me pediu para ver meu pau estranhei mais ele disse que queria me chupar vi ali a chance de me vingar sem jeito eu neguei mais ele pegou no meu pau e abocanhou tudo dizendo meu gostoso comi sua mulher mais queria era te dar naquele escuro via so o vulto dele me chupando entao senti meu pau endurecer ele lambia eu ja nao aguentava mais nunca tinha feito isso com homem ele se virou e eu comi o cuzinho dele ele senou em cima de mim e com a mao acariciava meus graos e passaca o dedo no meu cu eu estava gostando ele tentou me comer mais nunca dei e ele era pauzudo demais depois de um tempo resolvi experimentar ele cuspiu no pau e veio empurrando quando entrou a cabeca senti tanto tesao que me abri e ele pois tudo doeu muito mais ele nao parou ate colocar tudo eu estava quase gozando ele tirou e pediu pra chupar ele me chupava e esfregava o pau duro na minha cara entao eu bati uma pra ele e gozamos depois como se nada tivesse acontecido voltei pra casa abracei mimha esposa no outro dia despedimos deles e fomos embora nois nunca haviamos trido um au outro la fizemos tudo eu sabia dela e ela nao sabe do que eu fiz ate hoje nunca esqueci a cena dela com outro e me mastuebo de lembrar a transa minha e aquele cara que alem de comer minha esposa me comeu tambem. eu conheci ele no colegioO nome dele e bruno ele e alto branco olhos mel cabelo liso e safado d+ des doano passado eu e ele tinha um clima ficava trocando olhares conversando d vz enquando o problema q ele e popular no colegoo eu era mt timida pensava q ele tava d zuação cmg n queria nd nosso relacionamento era assim ele chegava na sala de aula eu chegava primeiro que ele como chegar ele falava comigo normal aí eu também falando com ele porque nos chegavamos primeira sala acho que a gente fazia de propósito pra gente poder conversar pouco nós se gostanos ele tava falando comigo tá disse que gostava de mim eu pensando que era só zueira porque eu era muito tímida ficava dando fora não sabia o que tava perdendo… aí chegava os amigos dele na sala depois eu falava pra ele descansar que eu não queria ninguém pegou no meu pé Ele disse que queria comigo público eu disse não quero ele respeitou até o momento disse pra passar na casa dele esse dia pois da escola queríamos ter um trabalho mesmo pra fazer sobre a olimpieda disse q ia ver se queria ir Ele disse que ia me beijar na frente dos amigos dele se eu n fosse falei q eu ia tar lar abriu um sorrizo e os amigos dele oq vc ta fazendoeu disse não conta nada sobre isso ele disse resposta do dever de matemática e disse pra minha que ia fazer o trabalho na casa de uma amiga depois da aula eu esperei todos ir embora esperei na bliblioteca deixei um bilete cm turma amiga pra entregar a ele ele foi atras d mim ele disse vamos eu disse esse alguma que você ainda tiver por aqui já foram todos embora eu fiquei cm um pouco d medomas fui queria saber até aonde ele iria fomos pra casa dele a mãe dele estava no salão de beleza o pai trabalhando até a noite e o irmão do futebol ele fica em casasozinho todos os dias ele me convidou entrei ele perguntou porque que? eu ficava fingindo não conhecer na escola sim sim sim mas somos muito diferentes ele disse mas não tem importância Eu gosto do seu jeito de me dar fora e tal se quiser continuar comigo assim eu continuo eu não tenho vergonha de você mas às vezes quando parece que você tem vergonha de mim eu disse eu não no bairro vai ficar todo mundo pegando no meu pé depois você sabe que ele já me zoam bastante mas eu te defendo vc sabe eu disse não quero que ninguém saiba disso ele tdbm ele disse vamos aproveitar esse tempo e melhor n eu disse vem so um pucoquinho ele me abraçou disse n me negue isso n so quero fazer carinho te amar vai me beijou e me deu a mão me levou pro quarto dele na porta começou a me beijar me agarrar disse pra ele parar disse q era virgen ainda ele disse calma amor eu disse tranca a porta pf ele tudo bm perguntei se tinha camisinha elr disse tm eu tava cm medo ele relaxa vai eu se não é pra ele contar pra ninguém ele calma vai ficar entre nos ele me beijou denovo me levou pra cama sentada ele tirou minha blusa viu meu sutiã preto ebeijou o meus peitos ainda cm o sutiã depois tirou ele beijou no pescoso depois tirou minha saia pegou a minas coxas e massageou n qiis w ele brijasse la rm baixo comecei a me repiar quando ele me beijou na coxa eu levantei a cabeça dele e beijei titei a blusa dele e depois a calsadele e a cueca me assustei quando vi aquilo inorme ele pegou a camisinha botou ela rapido tirou minha calsimha enviou cm força nessa doeu mt eu gritei nessa hora ele me beijou ficou um tempo parado saiu sangue ele nm limpou me deitpu foi indo bombeando cm força eu gemia mt dava mas tesao a ele ficava disse pra ele tava duendo ele disse q a dor depois parava continuor na pegaçao mal tempao tava doendo pra caralho mas era mt bm eu arranhei ele de tanto tesao ele fozou indo cm mas força em mim no final ele começou cm as acarisias mas beijo e foi mas de vagar disse q na proxima vz n iris duer depois durmimos agarrados e depois disso bateram na porta era io irmao minha sorte e que ele n me conhece me viu nua na cama do irmao dele ele me apresentou como namorada do irmao fiquei cm vergonha e me arrumei e fui em bora o irmao dele prometeu n contar nd sinti ciumes da parte do bruno fui em bora correndo ja tava tarde e o breno ajudou o bruno a arrumar a cs. deve ta vendo coisa onde nao tem”"Conclusão: meu marido fez um escandalo, queria se separar e tudo mais, porém eu confessei a ele que gosto (e muito) de dar para outros homens, que adoro sexo e que nunca seria mulher de um homem só, mas que o meu amor verdadeiro era só dele e que por isso mesmo devia ficar feliz, e por ter uma esposa putinha na cama.