Minha Namorada Recebendo Um Trato Do Seu Paquerador

61 seg

Categoria:

Tag: ,

visualizações

61 seg

Categoria:

Tag: ,

Minha Namorada Recebendo Um Trato Do Seu Paquerador

Minha Namorada Recebendo Um Trato Do Seu Paquerador

Seu pau havia amolecido um pouco e ela tratou de lhe fazer uma punheta para endurecer novamente. Terminando de almoçar ele foi dormir, e eu fui no escritório jogar um game no meu note. – Não, a gente te pega no seu prédio e te levamos e trazemos, não se preocupe com isso. – “É sempre assim, quando marcamos alguma coisa para o final de semana… A semana se arrasta até a sexta-feira.

Ele na mesma posição me manda continuar a chupar suas bolas enquanto ele coloca a camisinha, eu de joelhos no chão ele se levanta, coloco minhas mãos no sofá enquanto ele vai para trás de mim, fico de quatro e sinto aquele pau preto tocar minha buceta molhada pelo tesão e aceito sem problemas, e o vai e vem começa, eu olho para trás e falo o que também tinha vontade, dou um sorriso com cara de desejo e falo, – me fode negão, repito algumas vezes enquanto ele me chamava de vagabunda eu pedia pra ser fodida. Aproximou-se da sua namorada, sentindo a maciez das suas pernas dentro da água, já se excitando. Agora virou pra ele, falou alguma coisa… ele começou a se masturbar… gozou na barriguinha dela!Não vi mais nada, Meg me jogou na cama e pulou em cima de mim e transamos loucamente.

Eu olhei para a pecinha na mão dela e pra ela e disse que era perfeita em tudo, mas recusaria, por hora.

só que fiquei chupando o dedo, como se chupa um picolé, depois, mesmo com sangue estancado, eu continuei dando linguadas, e recebendo elogios por minha performance, sendo presenteado depois com uma bela pica tesa, onde pela primeira vez senti o cheiro, o gosto do sexo, virei uma espécie de porto salvador dos desejos de meu tio, que todas vezes a partir de então me fazia pagar um boquete, e em cada vez, aumentava e modificava as maneiras de carícias, como por exemplo, ele me enfiava o dedos, ou melhor dois dedos no cuzinho enquanto eu mamava até ele gozar em minha boca, aprendi desde cedo o quão é saboroso o gosto de porra quentinha…. Fiquei na casa da minha vó.

Comecei lambendo os ovos dele e fui subindo com minha língua até chegar na cabeça da pica, na cabeça eu lambi fazendo movimentos circulares e depois coloquei o pau todo dentro de minha boca fazendo a famosa garganta profunda.