Mulher Gozando No Consolo De Cavalo

25 seg

Categoria:

Tag: , , , , ,

visualizações

25 seg

Categoria:

Tag: , , , , ,

Mulher Gozando No Consolo De Cavalo

Mulher Gozando No Consolo De Cavalo

Ela abriu a porta e sorrindo me disse :"Enquanto Tony me chupava, Andréia começou a chupá-lo deixando o jumento vivo novamente; Foi quando ela falou:-Olha Tony vc acabou limpando a porra toda, vai ter que colocar mais porra aih dentro novamente, mas com seu pau!!"Meu irmão me fodia com toda força, ele socava rápido e cada vez ia mais fundo e bem fundo, meu macho socava tão gostoso, que acabei gozando de novo e sem menos esperar e sem receber aviso, eu senti jatos e jatos de porra quente, explodindo dentro da minha bucetinha, eu já estava me levantando, quando ele me segurou e falou vem cá que agora vou fazer a festa na sua bundinha, eu me estremeci todinha, ao saber que ele ia socar aquele pau no meu cuzinho. Saímos pro quarto e lá, em cima da cama, um consolo gigante de uns 40cms, não muito grosso estava em cima da cama. Depois de rodar um pouco, saí da rodovia e parei o carro proximo a um shopping, em uma rua tranquila e dentro carro, conversamos mais um pouco, e naquele minuto de silêncio na conversa, coloquei a mão em seu rosto e beijei Claudia (se tem uma coisa que gosto além de sexo, é beijar) ficamos um bom tempo assim, a intensidade dos beijos aumentando, respiração ofegante, nos puxávamos na tentativa de colar nossos corpos, Claudia estava com a mão em minha perna, sentia ela apertando (tenho pernas grossas por causa de muito tempo no futebol) e seu dedo vira e mexe tocando a cabeça do meu pau por cima da bermuda, ela queria pegar, podia sentir isso, beijava seu pescoço e percebia Claudia com os olhos fechados, sorrindo de canto de boca, puxava ela até desci minha mão até aquela bundinha gostosa, ela soltava gemidinhos, demonstrando que estava louca de tesão, coloquei a mão em sua bucetinha por cima da calça e podia sentir ela umida devido ao tecido fino da calça legging, tirei um de seus seios para fora da blusinha e chupei com vontade, ela se contorcia no banco do carro, soltava gemidos…Claudia foi subindo a mão e pegou com tanta vontade no meu cacete que dessa vez quem gemeu foi eu, colocou a boca em meu ouvido e disse:-Isso…geme que eu gosto…Pedi a ela que fossemos a um motel (quem conhece a rodovia, sabe o paraíso de motel que é rsrs), Claudia disse que não, que queria aventura, ali no carro mesmo, abriu minha bermuda e libertou o que ela queria, olhou para meu cacete lambendo os lábios como uma faminta, a safada continuava me beijando e punhetando, beijou meu pescoço dizendo:-Agora sim vou fazer você gemer…que pau gostoso!E sem demora, abocanhou meu pau…e tenho que frisar uma coisa, MEU DEUS…COMO AQUELA DELICIA CHUPAVA GOSTOSO!!!Enquanto Claudia fazia um boquete com maestria, eu tentava ficar com os olhos abertos para ver se ninguém se aproximava do carro, a ruazinha estava deserta, ela chupando e eu delirando de tesão, queria comer aquela loirinha deliciosa ali mesmo e foda-se se alguém ver…Claudia engolia minha rola e passava a língua na cabecinha de uma forma, que me arrancava por diversas vezes gemidos altos, meu pau estava todo babado (adoro isso) e ela gostava daquilo, ficou me chupando durante muito tempo e não parava nem por um segundo…-Claudia…eu não to aguentando, vou gozar…Só ouvi um sussurro sem tirar meu pau da boca – UHUMMM – ouviQuando sentiu as contrações, ela acelerou os movimentos, e gemia com meu pau duro na boca…e desse jeito, não há quem resista, gozei feito um cavalo e ela não parava…que delicia…engoliu tudinho e continuou chupando.

"O que vou narrar aqui aconteceu e não sei se o relato é cômico ou trágico, ou melhor, é tragicômico vai…Eu namorava uma mulher chamada Cida, bem dizer namorava seria um pouco de exagero, tinha acabado de terminar um relacionamento longo e como tinha me acostumado a ter alguém para dividir as coisas então ia ficando com ela vai, ela era muito legal mais tinha um defeito grave quando abusava do vinho ficava chata à beça.