Novinha Amadora Gosta De Dar A Buceta

visualizações

72 seg

Categoria:

Tag: , , , , , ,

Novinha Amadora Gosta De Dar A Buceta

Novinha Amadora Gosta De Dar A Buceta

Quando se virou em minha direção, abriu um sorriso cafajeste, e que dentes! Levantou sua lata de cerveja para mim, simulando um brinde, coisa que rapidamente copiei. Leticia e casada e morava com seu marido de 47 aqui em casa, pois o apartamento deles ainda não estava pronto, sempre tivemos respeito uns pelos outros da casa nunca ouve nenhum incidente exceto quando minha irmã brigou com o Leandro: Nesse dia eu estava na sala assistindo televisão sozinha com um camisola comportada cobria até metade da minha coxa, nada de mais estava usando uma calcinha transparente e como sempre e minha bucetinha lisinha, estava deitada no sofá quando ouvi eles brigarem e depois ouvi passos na escada imaginei que Leandro iria embora mas ele apenas se sentou no outro sofá de frente ao que eu estava, ele estava sem camisa e de bermuda de jogar futebol um pouco larga, ele não e nada bonito também não tem um corpo atlético resumindo nada atraente, ele se sentou e falou algo sobre a briga mas nem dei bola e continuei assistindo, já se passava das 00:30 da manhã ainda estávamos assistindo, a essa hora já estavam todos dormindo imagino eu, não nos falamos por um bom tempo apenas assistíamos a um filme (não me lembro qual), levantei e fui preparar um miojo, a cozinha fica bem ao lado da sala, cozinhando fiquei imaginando coisas e por um momento senti vontade de provocá-lo, foi ai que começou a brincadeira.

– Bom, pelo menos podemos ver os dois, né?– Eu sabia que você ia falar isso…– E você não está a fim de ver?– Claro que estou!Ficamos então na janela, protegidos pela cortina, olhando o que se passava na piscina. Mauro introduziu um dedo na minha buceta, que estava denovo encharcada de tesão, me deu para chupar. Que você gosta de mim, eu sei. Deslizando as mãos por aqueles quadris, coxas.

comNa manhã seguinte, indo pro trabalho vejo a loira voltando da padaria e começamos a combinar o fim de semana quando a novinha aparece e me dá um tapa na cara, dizendo que se eu encochar ela de novo no elevador, vai reclamar com o pai. – Ele fui enfiando na buceta – E eu o parei:Eu: – Ai não, quero tudo no cuzinho.

Ai ele perguntou se ela ficou com vontade de ver a rola dele de novo, ela disse que sim o padre levou ela pra o quarto.

Quando ele finalmente meteu nela, enfiei minha língua em seu saco e passei também pelo cuzinho cheiroso de Érika.

Ela não aguentou, começou a tremer de novo na pica do sobrinho, gosava ainda mais do que na primeira vez, sua buceta pingava no sofá e ela não se conteve, começou a mijar no pau de Gabriel do mesmo que a irmã tinha mijado há quase um mês. O corpo dele era todo um harmônico, equilibrado.