Novinha da minha cidade

visualizações

3 min

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

visualizações

3 min

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

Novinha da minha cidade

Novinha da minha cidade

– Agora, eu vou querer ver esse pintão. Tenho 19 anos e sou um cara bonito. Foi um momento de fraqueza, foi a primeira e última vez que eu fiz isso.

Que podíamos trocar punheta que ele também estava a fim de fazer algo, pois estava excitado também, fiquei meio sem jeito mais com muita curiosidade e como confiava nele eu topei, tiramos nossos paus para fora e ele pegou no meu pau e eu no dele e começamos a nos punhetar, eu adorei a sensação de estar sendo tocado e sentir um pau na minha mão também ainda mais sendo bem maior do que eu meu, mesmo tendo a mesma idade Nando era mais desenvolvido que em tudo, bem maior, eu era pequeno. Casei aos 16 anos, muito novinha e sem nenhuma experiência, principalmente sexual, a final meu marido foi o homem que tirou minha virgindade.

A despeito de todo tabu que se cria em torno da prostituição, comecei a perceber que aquelas meninas eram mais livres do que eu. Chegamos na casa entramos e logo tirei a bermuda mostrando e mostrei o meu mastro para ela, nos dois estamos excitados da conversa que nos falávamos no caminho ela vei com a carinha linda de safada e se ajoelhou na minha frete e começou um delicioso sexo oral com aquela boquinha linda dela logo ela segurou na base do meu cacete e chupou bem gostosoEla chupou e eu passando a minha Mao na cabecinha dela nossa que delicia. Luciana, conceituada advogada da cidade, professora de Direito Processual Penal!Foi o que falei enquanto estremecia meu corpo e apertava o dela contra o meu. escutei aquilo e respondi com au au, ele se excitou com aquilo e passou a foder meu cu com mais força ate que senti ele ser imundado por uma quantidade grande de porra, sabia que vinha mais coisas por ali e que teria de beber, não demorou muito senti os jatos de mijo, ele tirou com cuidado e eu segurei para não deixar escapar nada, ele pegou um copo encostou no meu cu e eu e expeli a porra com mijo no copo, ele me desamarrou, sentei na mesa.

Até que ele em um salto fez algo que eu nem imaginava.

de repente ele pedia para me mostra ele meu pau. Agora, não podia mais gemer. Empurrei sua cabeça para dentro de minhas pernas enquanto tremia e me libertava de um mundo paralelo de prazer.