Novinha Engolindo Porra E Adorando

Novinha Engolindo Porra E Adorando

Novinha Engolindo Porra E Adorando

Esperei até ela liberar e começei a bombar devagar, que coisa gostosa, que rabinho apertado…Ela rebolava, gemia e pedia mais, eu já tirava o pau quase todo e metia rasgando, ela gritava sempre pedindo mais:-AAAHHHH…Isso tio! É para fuder mesmo…come o cú da tua novinha…AAAHHHMMM…Seu safado…não tem vergonha de comer o cú da sobrinha assim seu FDP! ME FODE TIO!!! Viu como sou uma putinha?Comecei a tirar todo o pau para fora e meter com força, cada vez que tirava me assustava com o cú dela arrombado, um buraco enorme todo vermelho e inchado, meu pau todo melecado tinha pequenas marcas de sangue, a menina estava arrombada e quase gozando, o castigo não durou muito e ela gozou mais uma vez de maneira escandalosa, tremeu toda e gritou muito, quase desfaleceu.

Subi as mãos por suas coxas segurando-a pela cintura enquanto sugava seu melzinho lubrificante, pus uma camisinha e enfiei meu pau em sua buceta, ali mesmo, no sofá, meti gostoso por um bom tempo naquela posição, apertando e beijando seus peitos, chupando sua língua e beijando sua boca, sua nuca, olhávamos para nossos sexos, meu pau sumindo e aparecendo em sua bucetinha, carnuda e lisa, decorada com o pequeno “bigodinho”, vi que a visão a deixava mais excitada, então dizia: – olha gostosa, olha meu pau sumindo em você, olha sua buceta me engolindo inteiro, olha safada…. Se virou pra mim, me deu um beijo com gosto de porra. Quando dei por mim o amigo grandão me pegou por trás nossa minha bunda sentiu aquele negócio grande dentro dos shorts me esfregar, me arrastaram para o quarto, Luiz subiu na cama ficou de joelhos com o pau para fora, cacete de tamanho normal mais grosso, mais grosso do que o do meu marido, eu subi engatinhando e cai de boca chupando sem parar e naquele momento lembrei dos filmes pornôs que eu assistia com Pedro, hummm, quando dei conta e olhei para traz senti uma língua maravilhosa me chupando próximo ao meu cuzinho, continuei chupando Luiz um certo tempo, até que eles trocaram de lugar, o Luiz foi me chupar e então veio o amigo, o Júlio, nossa senhora, só tinha visto uma pica grande e grossa assim só em filmes pornô e mesmo assim achava que era alguma montagem, mais estava ali na minha frente um cacete enorme e grosso nossa muito grosso, negro da cabaçona roxa escuro, mau entrava na minha boca, peguei com as duas mãos e fique ali deslizando a língua nele todinho, e peguei nas bolas eram imensas um sacão danado, me viraram de barriga para cima e então me assustei bastante pois ao olhar para a porta vi Pedro meu marido que havia entrado porque ele tinhas as chaves e eu não tinha escutado nada, em pé na porta do quarto com o pau para fora batendo uma punheta e nos olhando, mas acho que os dois já sabiam que ele estava ali olhando, pois continuaram como se nada estivesse acontecido, ai eu levantei com a boca cheia de gosto daquela pica enorme que estava chupando e lasquei um beijo de língua em Pedro que na mesma hora me beijou intensamente eu parei e disse em seu ouvido está gostando da sua nova putinha, ele disse baixinho também, estou adorando, era a minha confirmação do que eu havia imaginado mesmo, puxei ele pelo cacete para participar da brincadeira também.