Novinha na siririca com a buceta de fora

278 visualizações

40 seg

Categoria:

Tag: , ,

278 visualizações

40 seg

Categoria:

Tag: , ,

Novinha na siririca com a buceta de fora

Novinha na siririca com a buceta de fora

Mas havia uma coisa melhor ainda por vir. Mas ficava só na imaginação e nas minhas siriricas diárias. Só que eu ainda tenho alguns contatos daquela época, e você, além de ter sido um dos últimos que eu peguei, foi especial pra mim.

M – Onde? Vc Tá doida ele é casado. -Não foi essa a intenção. Me aproximei dela que olhava envergonhada ora para o chão, ora para o meu pau, peguei na sua mão e levei até meu pênis. Ele sorriu ainda envergonhado, mas nessa hora infelizmente minha mãe gritou na porta do banheiro que o almoço estava pronto e que a gente deveria sair do banho.

Depois que coloquei a calcinha que ficou extremamente cavada na minha bunda e coloquei a calça mais justa que já tinha sentido na vida ela disse que já estava quase a putinha que ela tinha imaginado. hoje fazemos ” cabelo , barba e bigode sem preconceitos rsrs. Branquinha do cabelo preto liso, bunda empinada e seios médios. Assim que se viu sozinho comigo no , galpão, seu Jorge começou a me dizer que sempre teve vontade de estar só comigo. A buceta estava entalada com a pica do frade.

Ela falou assim, goza meu gostoso, enche meu cu de porra. Tirei seu pau para fora e cochichei no seu ouvido, agora eu vou chupar o seu cacete você quer, Imediatamente ele deitou se na cama e deixou o seu pau a minha disposição, tirei a sua calça e comecei a chupar o seu pau bem lentamente, aquele pau estava tão duro que até latejava na minha boca, ele gemia de tanto tesão, eu engoli centímetro por centímetro daquele pau, até colocar todinho dentro da minha boca de repente ele empurrou a minha cabeça e disse para se não eu vou gozar na sua boca, eu que já estava peladinha e ele ainda naquela posição, com o pau duro apontado pro teto não pensei duas vezes, subi na cama e fiquei de cavalinho em cima da sua barriga, ele estava meio assustado com os olhos arregalados e sem saber o que que estava acontecendo, me perguntou o que você vai fazer, eu falei calma que você vai gostar, peguei no seu pau coloquei na minha bucetinha e fui sentando lentamente, aquilo foi entrando e foi me enchendo de alegria e de tesão. – Eu vou na pousada, nunca posso deixar tanto tempo assim sem ninguém.

Não fazíamos nada além de beijos e algumas passadas de mão apenas por medo de perder a virgindade, só por isso. Depois de mais 4 tempos, as aulas finalmente terminaram.

Sentindo que eu ainda estava indeciso, Scheila se levantou e foi até sua bolsa de onde tirou um tubo de lubrificante anal. Era a minha irmã falando pra ela ir deitar que queria falar com ela. AAHHMMMM…AHHHH…ai tio …fode tua putinha novinha…e.