Porno Caseiro Dos Bons Namorada Loira Batendo Uma Siririca Para Corno Em Rio Das Ostras

25 seg

Categoria:

Tag: ,

visualizações

25 seg

Categoria:

Tag: ,

Porno Caseiro Dos Bons Namorada Loira Batendo Uma Siririca Para Corno Em Rio Das Ostras

Porno Caseiro Dos Bons Namorada Loira Batendo Uma Siririca Para Corno Em Rio Das Ostras

Oi galera, beleza? Meu nome é Beatriz, tenho apenas 18 anos e vou relatar neste conto como foi a minha primeira siririca. Após a saída da Ana fiquei pensando, que menina interessante me lembrou muito eu e uma ex namorada que tive, também gosto muito de coisas não populares além disso ela é exatamente como eu gosto e que perfume! aposto que é luna, adoro o aroma. Não demorou muito e nos pegamos elaborando um plano pra que ela seduzisse o caseiro. Começamos a falar sobre a festa rave que ele iria em breve e usaria um RG falso, eu pedi para ele que me mostrasse tal RG, mas na hora não falei com nenhuma outra intenção, estava realmente interessada em ver. De repente ela colocou no porno e pra minha surpresa ela ficou olhando a mulher do filme chupar o pau do ator.

A LEVEI PARA UM CANTO PROXIMO A PORTA DO BANHEIRO DE ONDE SAIA UM FEIXE DE LUZ, MANDEI QUE TIRASSE O BONÉ E SOLTASSE O CABELO, PARA QUE OS PUNHETEIROS DE PLANTÃO VISSEM QUE ERA UMA LINDA LOIRA, FOI PRA JÁ SE FORMOU UM CIRCULO EM NOSSA VOLTA TODOS DE PAU NA MÃO, OUVIA-SE UM MURMURIO PUXA ATÉ QUE ENFIM CHOVEU NA NOSSA HORTAM QUE MULHERÃO TOMARA QUE MOSTREM TUDO, COMECEI ENTÃO A ACARICIAR MINHA PARCEIRA E DESABOTUAR SUA BLUSA, LOGO SEIOS LINDOS ESTAVAM A MOSTRA, BICOS DUROS DE TESÃO, ROSADINHOS, ELA GEMIA BAIXINHO, NO MEIO DOS PUNHETEIROS NOTEI UM CARA VESTIDO DE COBRADOR OU MOTORISTA DE ONIBUS COM UM PAU COMO NUNCA TINHA VISTO, REALMENTE DESCOMUNAL, ERA UM MORENO FORTE DEVIA TER UNS 25 ANOS, ABRIU CAMINHO ENTRE TODOS E SE POSTOU BEM A NOSSA FRENTE, MELISSA GRUDOU OS OLHOS NAQUE CARALHO E SE VIRANDO PERGUNTOU-ME BAIXINHO VIU ESSE AI, QUE LOUCURA, FALANDO AO SEU OUVIDO BEM BAIXINHO PERGUNTEI QUER TENTAR? NÃO É PERIGOSO? NÃO QUERIDA AQUI EXISTE UM CÓDIGO NINGUEM OBRIGA NINGUEM A NADA, SE UM DESSES CARAS TENTA ALGO OSTROS MESMOS SE ENCARREGAM DELE, NÃO QUEREM PERDER ISTO AQUI POR NADA, O MORENO SE MASTURBAVA OLHANSO NOS OLHOS DA GAROTAM PARECIA ADIVINHAR O QUE SE PASSAVA EM SUA CABEÇA LOIRA, NINGUEM FALAVA NADA, AI EU COMECEI A BAIXAR A CALÇA DA MELISSA, SOLTEI O CINTO E ELA DEIXOU A CALÇA CAIR, NÃO USAVA CALCINHA E AI OS OSLHOS AVIDOS DOS PUNHETEIROS CRIARAM UM BRILHO DIFERENTE AO VER AQUELA BUCETA LINDA, INCHADA DE TANTO TEZÃO, RASPADINHA PARECIA DE UMA MENINA, EU TAMBEM OLHEI PARA O MORENO EXAGERADO E ABRI LEVEMENTE OS LÁBIOS DA BUCETA DA GAROTA, ELE OLHAVA E SE MASTURBAVA DEVAGARINHO, NÃO QUERIA GOZAR LOGO, EU INSISTI COM ELA E AI TOPA QUE ESSE MORENO TE COMA AQUI MESMO? E VOCE COMO FICA? SE VOCE AGUENTAR FAREMOS UMA DUPLA, O MEU NÃO É TÃO GRANDE ASSIM EU ENTRO POR TRÁS QUE ACHA, SERÁ UMA FESTA E TANTO, ELA ME OLHOU COM UM SORRISO LINDO E DISSE MUITO EU QUERO ESSE PAU QUE DEVO FAZER? NADA DEIXE POR MINHA CONTA, AINDA COM SEUS GRANDES LÁBIOS ABERTOS PERGUNTEI PARA O CARA, COMO É O TEU NOME, PODE ME CHAMAR DE ROBERTO AMIGO.

rnMeu maridinho corno…nunca soube de nada…continua trabalhando e ganhando muito dinheiro…mas cada vez tem menos tempo para a esposa que cada vez mais se aprimora na arte de ser uma vadia insaciável ao lado de meu sogro que continua um tarado incorrigível e também extremamente generoso com sua nora escrava sexual.

Não resistia à sua bunda, olhando sem muita visão, de lado e então puxei-a sem tirar o pau, colocando a de quatro e então ela ficou louca de tesão e disse: “Vem meu garanhão, monta sua eguinha, fode meu cuzinho, fode, fode” e soltava gritinhos de “aiiiii, que pica dura, que gostoso um pauzão no rabo, que delícia dar o cuzinho”, eu admirava a cena dela de quatro com meu pau entrando e saindo de sua cuzinho, a marquinha de biquíni parecia uma pequena setinha indicando o caminho da felicidade, eu apertava sua bunda dura e metia em seu rabinho, segurei ela pela cinturinha fina e encaixei-a em minha virilha, com o pau estocado até o fim em seu cuzinho, metia e sentia meu saco batendo em sua buceta, paralisei por uns segundos e iniciei movimentos de vai e vem como seu corpo, fazendo com que seu cuzinho deslizasse por toda a extensão do meu cacete e ela então começou a alisar a xoxotinha, tocando uma siririca gostosa, enfiava o dedo em sua buceta e apertava o clitóris, eu a levava pra frente e pra trás, pequenina e encaixada em meu pauzão pelo rabinho.