Pornô caseiro gordinha putinha tocando siririca em publico com seu macho de sorte de boa vista – rr

558 visualizações

1 min 15 seg

Categoria:

Tag:

558 visualizações

1 min 15 seg

Categoria:

Tag:

Pornô caseiro gordinha putinha tocando siririca em publico com seu macho de sorte de boa vista – rr

Pornô caseiro gordinha putinha tocando siririca em publico com seu macho de sorte de boa vista – rr

Quando ela terminou ele se levantou tentando disfarçar o pau duro mas ela notou e ficou impressionada e fez vista grossa.

Pegou o chicote de minha mao e me bateu na carafoi quando meu pau começou a latejar e ela percebeu e começou a se mexer de vagar e firmepeguei e agarrei da cintura dela e ela falouvocê nao pode gozar dentro de min,e eu falei vou gozar dentro do seu cuzinho sua deliciadeitei ela novamente em minha cama e fui estocando todo meu pau nela ela gemia muito muito delicioso quando estava quase gosando ela pede para nao gozar nela ela fala que quer que eu arrombe o cuzinho delaeu pego e vo colocando a cabeça de vagar e ela começa a gemer e ai eu coloco todo ele de uma vez e ela grita ai meu deus que coisa grande e grossa que delicia <3eu vou gozar seu gostosoooeu que vou gozar nesse cuzinho tao apertadinhoela começa me arranhar e começa a gemer a cada estocadacada vez mais firme e mais rapidoate eu gozar dentro daquele cuzinho gostosoai beijei ela e ela falaGabriel que pika grande e gostosame deixou toda arregaçadinhaai ela se levnta com bastante dor na bundinhae eu dou um tapa fortee falo safadinhaque unhas delicias minhas costas estão toda cortadas sua vadia deliciaela- meu delicia me arregaça todaeu- e mas deixa para proxima vc deve ir buscar seu irmaozinhosafadinhalevo ela ate aporta eu so de bermuda dessa vezdou um tapa na bunda dela e um beijo nelae ela saialguns minutos depois ela me ligae falameu safado <3 to toda arregaçadinha meu roludoeu- delicia adorei te arregaçar minha gostosa…. Home que enfia sem dó no rabo da putinha.

público, a nossa grana ficou curta pra morarmos na capital,planejamos nos mudar pra cidadezinha em que os avós e tios dela moravam, e rapidamente financiamos um lar.

Ela dizia que queria dar pro caseiro, que eu seria seu corno e me perguntava se eu vi o quanto ele estava com tesão ao me ver daquele modo e dizia que queria aquela pica dentro dela e gozou gritando que eu seria seu corno manso. Segurando o pau dele para cima, passou a fazer um boquete digno de filme pornô, por vezes parando de chupá-lo para dar uma surra de língua na cabeça do pau dele.

Eu era uma criança gordinha e fui assim até os meus 9, 10 anos.

então sorteamos pra ver quem iria começar, eu sem querer corri com a Mel para o fundo da casa onde ficava o curral das ovelhas.

Quando não estou perto dele,preciso de algo pra me satisfazer,e de uns tempos pra cá…Bem,de uns tempos pra cá as siriricas e os vibradores não dão mais conta do recado.

Entrei e fui direto para o banho, quando sai de pijama ele perguntou porque estava vestido, a casa era só de macho e que lá homem não poderia estar arrumado, me virei e arriei o pijama mostrando para ele minha bunda branca, onde recebi um taba gostoso e um apertão, quando me levantei, ele me abraçou por trás e pude sentir seu pau latejando nas minhas nádegas, abri um pouco a perna e deixei ele crescer por entre minhas coxas, que sensação deliciosa, ele apertava meus peitos e beijava minha nuca, estava com a barba para fazer e ficava arrastando ela nas minhas costas, deixando-me todo arrepiado, eu empinava a bunda para sentir seus pentelhos no reguinho, ele colocou a mão na minha bunda e arregaçou, fazendo seu pau passear pelo meu rego e parava com sua cabeçona na entrada do meu cú, perguntei se ele gostava de dar linguadas no rabo e sua resposta foi um NÃO bem alto, ficou um bom tempo roçando seu volume no meu rego e depois pediu para eu chupar seu pau, pois queria gozar pois não estava aguentando, perguntei se ele queria gozar na boca ou no meu rabo? Ele perguntou se eu aguentaria sua pica no rabo, falei que tínhamos a noite toda para tentar, ele ficou mais ainda tesudo, iniciei uma mamada bem devagar e fui lambendo seu mastro, com muito carinho, ele se sentou e eu chupava, chupava, lambia suas bolas e depois tentava sentar no seu mastro, ele foi ficando cada lambida mais tremulo e dizendo que iria gozar, dei uma parada e fiquei olhando para seu pau pulsar e suas veias estufarem, coloquei uma camisinha e fui sentar no seu colo, tentei relaxar para sua pica entrar mas era em vão, fiquei de quatro com o cú virado para ele e pedi para ele tentar meter assim, ele falou que esta era a posição mais gotosa que ele achava e que sua patroa não gostava de dar pra ele assim, ele segurou minha bunda e foi tentando meter no meu rabo, relaxei e deixei ele invadir meu cú do modo que ele ia conduzindo, foi uma dor que eu suportei por amor aquela pica, antes de entrar tudo ele já estava me apertando dizendo que meu cú era apertaaaaaaado de mais e seu pau cresceu e largou um volume grande de porra, não entrou nem um terço daquele pedaço de musculo e o coroa já havia enchido a camisinha de leite, era tanto leite que escorreu pelas minhas pernas.