Pretinha Greluda gozando na Siririca

visualizações

1 min 29 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , ,

Pretinha Greluda gozando na Siririca

Pretinha Greluda gozando na Siririca

Tudo começo quando agente foi passear em uma pracinha que tinha perto da minha vo quando vimos dois cachorros transando na época tínhamos 11 anos e não sabíamos o que era aquilo de pois fomos em bora eu lembrando da cena fomos brinca e perguntei se ela queria brinca de cachorrinho ela lógico aceito e logo fiquei em cima dela pra fazer igual ela disse mais vamos fazer igual o da pracinha tira a roupa ele tava colocando o negócio no outro e vc tem um parecido primo eu fui e subi nela e coloquei logo meu pinto na bunda dela ela disse que gostoso brinca disso ela viu meu pinto duro e disse vai primo eu fui e comecei a esfrega nela ela rebolava e tava bom e não gozava ainda mais mesmo assim fui ótimo lambi o rabinho dela aquela bunda pretinha pois ela é mulata bem gostosa e lambi sua buceta igual cachorro ela gemia e fico molhadinha em fim nossa vo nos chamos e tive que para mais teve mais nos próximos conto o que foi acontecendo durante esses anos""Ana Paula e Daniel se conheceram no colégio, começaram a ficar, de ficada em ficada, resolveram namorar sério, terminaram o colegial, entraram na faculdade. A festa começou e logo após o almoço sentamos todos em volta da piscina pra bater bapo e matar a saudade. Nisso, vivi começou a acelerar, tirava cada vez mais e socava de uma vez. Aos poucos a dor foi transformando-se em um agradável calorzinho, na medida em que fui relaxando ficou gostoso e eu comecei a sentir sensações novas, era a mesma sensação dez vezes maior que minhas solitárias siriricas, assim sem controle dei um longo gemido e papai voltou a carga.

Quando eu já estava quase gozando ele se virou de uma vez e começou a passar seu pau no meu rego.

Em meio a todo aquele êxtase, ouvimos os gemidos das duas garotas que se engalfinhavam, mostrando que iam gozar maravilhosamente, e foram se arrastando em nossa direção, gemendo cada vez mais alto, assim como nos, que íamos nos excitando mais e mais, a ponto de explodir de dentro pra fora.