Sexo Amador Novinha Super Boqueteira Trepando Delicia Com O Corno Rio De Janeiro – Rj

60 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

60 seg

Categoria:

Tag:

Sexo Amador Novinha Super Boqueteira Trepando Delicia Com O Corno Rio De Janeiro – Rj

Sexo Amador Novinha Super Boqueteira Trepando Delicia Com O Corno Rio De Janeiro – Rj

Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal.

Esta v"Então numa quinta feira de noite,Cecel me ligou querendo sair comigo,super aceitei né,marquei a hora e tudo…. Tá na hora dos cornos gozarem! Nossas namoradas começaram a nos chupar. Ele vendo que tinha o sinal verde pegou o pau e apontou a cabeça no meu cu e começou a passar a cabeça lambuzando toda a borda e ao sentir a cabeça bem no meio do meu cu de novo forcei discretamente minha bunda em direção a ele como que dando um consentimento a Nando e desta vez ele entendeu e forçou o pau para frente e senti o anel do meu cu esticar e esticar, ardia mais era bom e enfim o anel cedeu e a ponta da cabeça entrou, Nando parou e perguntou se estava doendo e eu gesticulei que não e que se ele podia continuar e gesticulei que sim e ele forçou e agora a cabeça pulou para dentro, sem me conter soltei um gemido num misto de prazer e de ardor, ele forçou mais e eu disse para ele ficar quietinho sem se mexer, e ele obedeceu, meu cu piscava na cabeça do pau dele e o ardor foi passando e comecei a sentir a cabeça toda atolada no meu cu e respirei fundo e disse para ele enfiar devagar e ele foi forçando e o pau entrando e entrando o ardor começou novamente mais eu não liguei queria mais e mais e senti a virilha dele encostar na minha bunda e perguntei se tinha enfiando tudo e ele respondeu que sim, e o que ele devia fazer e eu apenas disse: piça.

Dei outro tapa na bunda vermelha da novinha e comecei a lamber o cuzinho rosa. Quando de repente, minha campainha toca, é meu vizinho, típico filme americano pornô, ele veio trazer uma “torta” (só se for torta de rola, por que, MEU DEUS!) ele entrou, conversamos, comemos a torta e tal, até que ele começou a tirar minha roupa, acariciando o bico do meus peitos, ele começou a ficar de pau duro, e tirava a roupa, logo já estavamos trepando, a porta estava aberta, sua mulher dona ***** entra, paramos, e ficamos olhando para ela, ela trancou a porta, e tirou a roupa, sentou-se na poltrona, e começou a se masturbar. E certa vez veio a passeio uma prima dela do Rio de Janeiro aqui pra Pernambuco e ficou ospedada na casa da mãe da minha esposa que era em baixo da minha. Ela era desde cedo uma boqueteira de mão cheia. Aquela sensação de ser observado, mexia comigo e me dava mais fogo, puxei ela pro sofa, levantou o vestido e sentou no meu pau e ficou remexendo, subindo e descendo, me deixando cada vez mais excitado e tmb muito melado com o líquido que escorria dela enquanto eu me deliciava chupando seus peitos.