Siririca No Banheiro Do Trabalho

3 min

Categoria:

Tag: , , , , ,

visualizações

3 min

Categoria:

Tag: , , , , ,

Siririca No Banheiro Do Trabalho

Siririca No Banheiro Do Trabalho

minha tia tinha saído pra festa ficando só eu e mamãe em casa. Se bem que o que ele estava querendo era o meu cuzinho. Ficamsos nessa posiçao por mais um tempo ate q nosso suquinhos entivessem totalmente misturados. E aquilo o motivou muito e ele começou a bombar na minha bunda, e a dor foi passando e comecei a gemer de prazer e como no filme disse para ele ir mais rápido e ele começou a bombar cada vez mais forte, batendo a virilha na minha bunda ele bombou muito, até que enfiou tudo mesmo e forçou mais ainda e senti seu pau latejar e senti algo quente e viscoso dentro de mim, Nando não parava de gozar e depois que acabou deitou exausto em cima de mim ainda com o pau todo atolado e perguntou se eu estava gostando e agora sem mais muita vergonha já que estava com o cu cheio de porra dele disse que tinha adorado que tinha sido a coisa mais gostosa que tinha feito na minha vida.

Fui ao banheiro e avisei a Camila que de vestisse pós o chefe estava chegando ela voltou a sala dela e disse que ira fingir que estava dormindo.

Ele também fez questão de chupar a xotinha dela. Com 18 anos comecei a trabalhar em uma instituição financeira e fiz muitas amizades no meu trabalho. Eu senti o pau do Bob crescendo dentro de mim, eu tentei me afastar, mas o Saulo me segurou e disse: “Aguenta como uma cadela! Vai Vadia! Me chupa bem gostoso que eu vou gozar na sua boca!” Minha buceta queimava, mas era maravilhoso! Engoli o pau do Saulo, enquanto ele me segurava pelos cabelos e ele gozou na minha garganta…Ele abaixou, me beijou, chupou meus seios e logo o Bob saiu de cima de mim. Estive na casa da minha namorada na noite da segunda de carnaval, todo mundo bebendo aquela coisa como de sempre, musica muito alta e tudo mais.

O cu dele ficou arrombado, um Ó cheio de porra.

Me chamo Rodrigo, tenho 32 anos (na época tinha 21), 1,75m, gordinho, moreno, olhos e cabelos escuros.

, o que chamou a atenção dela. Começo, então, a fazer movimentos circulares no seu clitóris, ela involuntariamente abre suas pernas, fico em movimentos ritmados, sem diminuir ou aumentar, fico a masturbando, ela apenas parta seus olhos, de boca aberta, fazendo expressões como se tivesse dor, mas não, estava próximo de um orgasmo. Mas ficava só na imaginação e nas minhas siriricas diárias.