Só No Cuzinho Da Loira Com O Casal Charlielilika Do Sexlog

visualizações

41 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , ,

Só No Cuzinho Da Loira Com O Casal Charlielilika Do Sexlog

Só No Cuzinho Da Loira Com O Casal Charlielilika Do Sexlog

Sentindo sua excitação, tiro meu pau de dentro do cuzinho, ela se sente parcialmente aliviada, então a levanto e a coloco sentado sobre o pau do meu amigo, de frente pra ele, seguro ela pelos peitos e a ajudo a fazer um movimento de cavalgada sobre o pau do meu amigo, ela embala o movimento e continua gemendo, então inclino ela para frente, meu amigo passa a chupar seus seios enquanto ela continua o movimento de cavalgada, em seguida inclino ela mais para frente, seus seios pressionam peito do nosso amigo e eu enfio o dedinho no cuzinho dela, ela continua cavalgando sobre o cacete, enquanto lubrifico continuo a enfiar o dedo cada vez mais forte, então coloco meu pau na portinha do cuzinho e inicio um movimento de penetração, ela rebola, enquanto sente prazer com o pau do nosso amigo na xaninha, começa a sentir a penetração do meu pau no seu cuzinho, conforme se movimenta, mais fundo meu pau penetra no seu cuzinho e mais ela atola o pau do meu amigo na sua xana, totalmente penetrada ela aumenta a velocidade, meu pau esta inteirinho dentro do seu cuzinho, ele geme de prazer e dor e grita, me fode , me fode mais fundo, e de maneira enlouquecida, pressiona os dois cacetes pra dentro de si, começa a gritar, vou gozar, vou gozar, e apertando os dois paus, geme de prazer e grita to gozando, to gozando, to gozando muito………"– Você é bom nisso, garotinho. Vesti uma peruca longa e loira, um espartilho preto com detalhes vermelhos e uma sandália meia-pata de salto 15 preta com o salto vermelho, com tiras que se enrolam no tornozelo.

Os dois chegaram em casa e Kelly levou um susto, mal conseguiu disfarçar a sua decepção ao ver seu bebê com a filha da piranha, que colocava chifre nele, quase não tocou na comida, enquanto o casal devorava a lasanha que Kelly havia feito para tentar se reaproximar do filho. Na rede sempre rolam aquelas conversas mais picantes, tenho muitos amigos no sexlog, contatos no skype… Sempre tem um ou outro disposto a foder uma bunda grande e gostosa de cinta-liga, salto alto e espartilho, mas nunca dava certo – ou porque o bofe morava longe, ou então porque não me empolgava com o tipo do pretendente, ou porque eu não tinha coragem de levar a coisa mais a fundo.