Sousense casada na siririca

1 min 18 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

1 min 18 seg

Categoria:

Tag:

Sousense casada na siririca

Sousense casada na siririca

Comprei ingressos para irmos ao Teatro Municipal assistirmos a um concerto, então minha namorada disse que queria que eu tocasse uma siririca para ela durante o espetáculo.

Sim, Andréia fora casada por 14 anos, era cheia de preconceitos e religiosidade.

Fui tomar um banho e escutei quando a campainha do quarto tocou e a voz de alguém penetrou o recinto.

Fazer nó na gravata enquanto luto contra a ressaca de sono é terrível.

– Certo, mas agora deixa eu fazer meu trabalho. o frade ficou perdido no meio daquelas pernas lisinhas e coxas grossas, e aquela buceta depilada.

Em um momento em que levantou os olhos e viu que ele a olhava também, depois do sorriso, ela perguntou:– A vista daí de cima é bonita?– Magnífica, nunca subiu aqui não?– Não…– Pois suba, é seguro!Era tudo o que ela queria. QUANDO ELA DISSE ISSO EU CAI DE CARA NAQUELA BUCETA E COMECEI A SUGAR SEU DOCE MEL CHUPAVA SEU CLITÓRIS ENQUANTO COLOCAVA MEUS DEDOS DENTRO DE SUA BUCETA ELA COMEÇOU A REBOLAR PRA MIM E GEMIA. mas estava completamente fora de mim.

Isabela me abraçou bem forte, quase afundando minha cabeça em seus melões. e ficou olhando pra o peitões. No meio daqueles beijos apalpadas, fomos tirando a roupa, até que ele sentou no sofá e me pediu pra sentar de frente pra ele e calvagasse ali, enquanto isso ele chupava meus seios e eh arranhava ele.

Eu conseguia sentir que ele era bem mais dotado que eu e o Matheus.

"Sem qualquer cerimônia, ele me jogou no meio da cama e eu caí indefesa, com as pernas meio abertas e expondo minha bocetinha, meus seios, ele podia ver o que desejasse.

Faz tempo que você esta na piscina?– Tempo suficiente pra deixar seu funcionário bem louquinho.

Meg gemia loucamente e já estava pensando “pô, esse cara está aqui há quatro dias e só agora eu experimento ele… que tempo perdido!”Fez questão de colocá-lo deitado e sentou nele, mas de costas, para cavalgá-lo.