Vazou Na Web Amiga Vadia Da Faculdade Piranha Batendo Uma Siririca Com Seu Macho De Sorte De Nova Friburgo – Rj

2 min

Categoria:

Tag:

visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

Vazou Na Web Amiga Vadia Da Faculdade Piranha Batendo Uma Siririca Com Seu Macho De Sorte De Nova Friburgo – Rj

Vazou Na Web Amiga Vadia Da Faculdade Piranha Batendo Uma Siririca Com Seu Macho De Sorte De Nova Friburgo – Rj

Resultado, viciei, até hoje bato siririca, adoro. ""Minha irmã é completamente linda possui seios fartos e uma bunda de dar água na boca, sempre batia uma em sua homenagem, o que vou contar a vocês aconteceu a 6 meses atrás quando minha mãe arrumou um emprego e passava o dia todo fora, minha irmã estudava na parte da manhã e eu fazia faculdade a noite, portanto a parte da tarde ficávamos à sozinhos em casa,Não sei porque mas tudo foi mudando de repente minha irmã passou a usar roupas mais curtas e eu a olha-la de um modo diferente louco de tesão, passei a reparar também suas conversas no telefone ela conversava muito com uma amiga e de tanto criar descobri que o assunto era sexo, sempre escutava as conversas e isso me dava mais tesão, em uma dessas conversas minha irmã disse que estava com um filme pornô escondido no quarto e que a primeira oportunidade que estivesse sozinha iria assistir, foi ai que me veio a ideia e a chance de comer aquela gostosa da minha irmã, um dia fingi que ia sair mas na verdade me escondi, logo minha irmã trancou toda a casa e começou a ver o filme ela deitada no sofá explodindo de tanto tesão com a buceta toda encharcada e eu escondido vendo tudo escondido, e num ato de loucura apareci de repente na frente dela no início ela ficou meio envergonhada mas pedi que ela continuasse o tesão era tão grande que ela continuou e quando eu vi já estava com a língua dentro daquela buceta toda molhada ela ficou toda nua e eu chupava sua buceta com muita força ela gozou na minha boca e ela gritava…não para, vai, vai meu irmão me chupa… e com a outra mão eu apertava seus seios com vontade chupei todo o seu corpo lambi com vontade seu cuzinho que tinha um gosto adorável dei lhe um beijo de língua molhado e sussurrei no seu ouvido dizendo que era a vez dela, ela me beijou e foi chupando meu peito até chegar no meu pau que estava duro e enorme quase explodindo, ela abocanhou tudo com vontade chupava sem parar deixou ele todo molhado eu disse que ia gozar e eu gozei tudo na sua boca ela tomou toda minha porra sem deixar uma gota sequer, ela me dizia que queria mais e mais, então deitei ela no sofá e enfiei pau pau na sua buceta e comecei a estocar com força gozamos várias vezes, até que ela me pediu pra eu fuder o seu rabo e que ninguém nunca tinha feito isso e que era pra mim ir devagar, ela me chupou pra dar uma lubrificada e eu enfiei o meu pau todinho no cu dela e ela gemia e gritava alto, eu enchi o cú dela de porra, depois fomos tomar um banho e ela me chupou mais uma vez ai falei pra ela sobre tudo o que tinha acontecido e das conversas que eu escutava dela com a amiga, e eu fiquei mais surpreso e com tesão quando ela me disse que as duas transavam deis de os 13 anos as duas tem a mesma idade, e que elas tinha vontade de transarem com um homem observando elas, eu logo me ofereci e minha irmã claro não me negou, bom depois eu relato como foi está transa mas adianto a vocês que não fiquei só de espectador, fizemos de tudo… até a próxima!!!"Até que chegou nele,beijou,lambeu,chupou,dançou com a língua nele,eu gemia de prazer, uivava.

Mas sentia que precisava viver mais, ter novas aventuras!Eu fazia faculdade e adorava, no final da aula, ir com os amigos para o barzinho.

– Boa sorte!Me despedi, lamentando não ter sido eu o chamado… Célia era uma gata, seios lindos, bumbum arrebitado… tudo de bom!No dia seguinte, à noite, ela me ligou e, toda feliz, disse que o Djalma – o tal amigo deles – havia concordado e marcara com eles para o dia seguinte, sábado. A piranha do papai, sabe chupar direitinho. Amanda me chupava até o talo,meu pauzão estava todo babado,pela sua saliva e pelo líquido abundante que saia,aquela chupeteira sabia mamar gostoso,eu  resolvi me impor como machão e dar ordens,tirei sua calça legging e mandei que ficasse de quatro no sofá,ela obedeceu e tirou sua blusa,fiquei peladão e coloquei meu pau no seu cuzinho e ela dizia para meter com força e introduzi meu pau naquele cu delicioso e apertadinho,comecei a bombar sem dó,havia esquecido por completo meu cansaço e todo o resto,só queria comer e me aproveitar daquela gostosa e falava;Pronto vadia,seu macho de hoje está comendo seu rabo porque você deve ter um macho por dia pra te fuder e ela dizia olhando pra mim:Sim,dou mesmo,mas escolho bem pois gosto de homem macho como você,está gostando de me possuir,estou adorando seu pau no meu cuzinho,são poucos os que deixo comer. [FIM]"– Você não vai se importar com isso não é?"Bem , depois que comi a minha cunhada na casa e cama dela , saímos várias vezes e até hoje damos uma de vez em quanto , certa vez eu ia a Nova Friburgo a Trabalho , liguei para ela e perguntei se ela queria ir comigo para fazer companhia e claro ” METER TB ” ,ela nem pensou muito e aceitou , era uma quinta-feira no verão aqui do Rio de Janeiro , peguei ela em casa as 7:00 hs , fomos então para Friburgo , na estrada ela já começou a dar uns beijos em meu pescoço e dizer que queria chupar uma coisa carnuda , com um sorriso safado abriu meu zíper , tive que tirar o cinto de segurança para ela ficar a vontade , estávamos na estrada entre Parada Modelo e Cachoeira de Macacu , ela botou a minha pica para fora e começou a mamar a pica com um movimento bem devagar , eu tive que diminuir a velocidade , quando vi uma estrada de terra que ia parar em uma espécie de lago , parecia deserto o lugar , parei o carro em baixo de uma árvore , e fomos para o banco de trás , ela estava cheia de tezão e eu idem.

Conversamos normalmente como se nunca tivesse acontecido nada entre nós, então brinquei dizendo que felipe tinha me atrapalhado, pois estava batendo uma quando ele chegou. ”Fiz meu papel caminhando de 4 até ele, rodiei minha presa como uma leoa, cheirando dando mordidinhas em suas pernas deixei ele me observar e me aproximei lentamente do seu pau, minha boca se encheu d’agua,devia ter uns 22 cm ou mais era grosso e suculento comecei a beijar e acariciar e fui aumentando minha selvageria aos poucos dentro de instantes eu devorava aquele mastro por inteiro me alternando entre suas bolas e seu pau, Anita observava tudo sentada noutro canto do quarto, explorei cada pedacinho daquele macho.