Video porno caseiro namorada nua tocando siririca em publico por ex-namorado de recife

32 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

32 seg

Categoria:

Tag:

Video porno caseiro namorada nua tocando siririca em publico por ex-namorado de recife

Video porno caseiro namorada nua tocando siririca em publico por ex-namorado de recife

-Deixa eu te ajudar? – Isa acariciava o rosto do ex-namorado. – É só que… O que diabos aconteceu aqui?meu nome é Leo tenho 22 anos e queria contar algumas historias reais q aconteceu comigo e minha irma, tudo começou quando tinha 19 anos e ela 18, eu sou viciado em filmes pornos e adoro tocar bronha vendo os filmes, certo dia na madrugada estava vendo um filme erotico no computador e tocando uma boa bronha minha irma q dorme em quarto diferente q o meu, acorda e me pega no flagra tocando uma bronha…nao tive o q falar e muito sem graça guardei meu pau embaixo do pijama, mas como tava muito duro nao adiantou nada,minha irma foi beber agua e quando voltou perguntou o que eu estava fazendo falei para ela numa boa q tava vendo um filme erotico e tocando uma punheta porque estava muito excitado,ela ficou com vergonha e quis ir embora dormir, mas falei com ela para ficar mais um pouco, ela se sentou do meu lado e continuou vendo o filme, ela estava com um baby dol bem curtinho, pela blusa dava para ver os biquinhos dos seios bem durinhos, eu estava com a coberta em cima do meu colo, mas meu pau estava muito duro, cada cena do filme ela, em q a mulher chupava o cara ela parecia ficar mais excitada, pedi para ela deitar no meu colo para que pudesse ficar mais confortaval, quando ela deitou sentiu meu pau duro, e pensei q ela iria sair na hora, mas ela colocou a mão sob a cabeça e ficou acariciando meu pau, nao aguentei e tirei meu pau do calção e mostrei para ela, ela começou a bater uma punheta bem gostosa pra mim afinal de contas era a primeira vez q agente tava fazendo isso e era a primeira vez q ela ia botar a mao em um pau,mas ela foi e colocou ela falou q nao sabia como se fazia…peguei a minha mao e peguei a mao dela e começou o movimento de sobe e desce, logo aprendeu, ela com akela maozinha pequeninha batendo uma punhetinha bem devagar, ficou batendo akela punhetinha bem devagar…foi quando o filme começou a esquentar e falei para acelerar a mao…nessa hora parecia ate q ela tinha muita experiencia ela comeceu a acelerar certinho e eu vi q logo iria gozar…perguntei se ela queria chupar na hora ela falou q nao com medo e ate com cara de nojo, aceitei na boa e falei q iria gozar…dei a sugestao de irmos no banheiro de empregada para gozar na privada,,,ela foi atras de mim igual uma putinha…chegando la fiz ela sentar na privada nao aguentei e dei ate uma forçada na cabeça dela para chupar mas ela estava com medo…ela so ficou tocando ,avisei q iria gozar para ela acelerar mais a mao ela obedeceu,,,gozei dentro de uma pia e de primeira vista ela nao gostou…mais foi a primeira vez q agente fez uma sacanagem…depois dessa quase todos os dia ela queria dormir no meu quarto, no proximo conto como ela bebeu muita porra… Postar umas fotos dela….

Ela tira o carro, para ao meu lado e diz:"Meu pai e minha mãe são separadosEu moro com a minha mãe e raramente durmo na casa do meu pai"-Você ficou safada depois que eu te engravidei lá em Recife,né?Minha esposa e a Marianna voltam quase meia noite… Eu fingi que estava dormindo, com o rabo dolorido, mas satisfeito. Já no bar, sentei ao seu lado e fomos tomando um vinho para eu relaxar e já começamos a tirar um sarrinho em baixo da mesa: mão aqui, mão ali e meu marido ficando louco…tinhamos combinado de eu não beijar o nosso novo amigo em público, mas eu já não estava mais me aguentando…e beijei meu marido com tesão, que era o sinal que combinamos de que eu havia aprovado o rapaz, se é que isso já não estava evidente para o Júlio.

É só para saber se o conserto ficou bom, entende?– Entendo, dona… tomarei quantos banhos a senhora quiser!""Era uma quinta apesar de sempre o homem querer levar a mulher pro motel nesse caso eu queria levar aquele gato de qualquer jeito quando terminou meu expediente lá para umas 21:00 eu encontrei Edu na rua quando eu parei o carro e perguntei se ele queria uma carona, ele sorriu e como ele já sabia o que eu realmente tinha em mente ele aceitou a carona mas tava meio sem jeito de ir, mesmo assim decidimos ir mas chegando lá ele tava tímido, pois nessas altura eu tava cheia de fogo e queria muito aquele corpo todinho, e como eu sei o jeito dele então eu falei pra ele que ia tomar uma ducha e ficar um pouco na hidro, se ele quisesse a qualquer momento ele poderia entrar, ele ficou no quarto deitado pois estava cansado naquela noite mas enquanto eu tirava minha roupa pra entrar na ducha assim que eu estava completamente nua, Edu entra com um sorriso em seu lindo rosto admirando meu corpo e querendo ou não eu notei seu pau grande e gostoso marcando em sua calça, me admirei pois apenas vi pelo espelho que tinha a minha frente e ele por trás, me acariciando pressionando entre o lavatório, fazendo com que eu ficasse como uma presa pega pelo caçador ele começou a beijar meu pescoço, e eu podia sentir seu pau latejando de tão duro ele me deu uns tapas na minha bunda e me pressionava cada vez mais então ele pegava em meus seios todo excitado e com bico enrijecidos eu queria ele todinho dentro de mim, mas ele me castigava, não me deixando virar e só me acariciando, ele falava você gosta de me provocar, gosta de me deixar sem jeito, me faz ficar todo excitado querendo te tocar, nisso ele me beijava e começava a descer sua mão até meu sexo e começou a mexer colocando um dedo e num ritmo de vai vem ele me fazia ficar tremula como só ele fazia, eu queria ele dentro de mim mas ele queria ver até onde eu aguentava, então ele colocou mais um dedo e me pressionando eu não consegui me conter eu gemia com minhas pernas tremulas então quando eu já não aguentava mais implorei pra ele parar e me possuir por inteira pois eu queria ele dentro de mim, ele riu, mas não parava mas quando eu consegui me virar consegui encostar ele na parede tirei a blusa dele comecei a beijar seu peitoral descendo ficando de joelho tirei sua calça e pude ver aquele pau enorme e delicioso que me fazia perder a cabeça comecei a chupar foi minha vez de deixar ele louco quando eu o lambia e fazia pressão na minhas chupadas ele não se conteve e dava umas gemidas, ficando sem jeito, e enquanto ele estava sendo chupado foi tirando o restante de sua calça ficando completamente nu ele me olhava e me fez ser sua escrava pegou em meus cabelos e com carinho e muito tesão ele segurava e a cada chupada que eu dava ele me apertava mostrando o quanto estava excitado, ele falava pra ir devagar pra que ele sentisse minha boca em seu pau gostoso que eu queria muito todinho dentro de mim até que ele se abaixando fiz uma espanhola e finalmente ele gozou em meus seios então puxei ele pra uma ducha rápida pra voltar pro quarto ainda mesmo molhados ali mesmo ele me encostou na banheira e penetrou em mim de uma forma tão excitante e deliciosa ele me penetrava apertando meus seios me fazendo perder as forças nas minha pernas e cada estocadas que ele me dava eu queria mais e mais até que gozamos juntos então rapidamente enchi a banheira e liguei a hidro pra relaxar eu fiquei atrás dele e tocando comecei a cariciá-lo mas logo ele ficou excitado de novo e eu senti seu pau já endurecendo de novo então fui pra frente dele e lá dentro da hidro mesmo me encaixei nele e comecei a rebolar em cima dele e em um movimento de vai e vem ele começou a chupar meus seios foi tão excitante ardente e gostoso que quando ele estava preste a gozar ele me apertou com mais força e aumento a velocidade penetrando mais fundo e nessa hora eu gemia alto pois estava adorando. Não demorou muito e nos pegamos elaborando um plano pra que ela seduzisse o caseiro.

Resultado, viciei, até hoje bato siririca, adoro.

Inclusive já temo diversos vídeos de transas nossas,sendo eu com uma das duas ou as duas transando deliciosamente enquanto eu filmava.

Eu via minha namorada dando o cu, a buceta e levando roladas na cara e estava adorando.